Notícias às 09:30

Helena Ranaldi estréia comédia cercada por parentes e amigos

Felipe Panfili

Max Sette ganhou um beijo enviado do palco, ao final da apresentação de As Preciosas Ridículas, e saiu de cena antes dos cumprimentos rotineiros na noite do dia 18 de janeiro, no Teatro Sesi, no Rio. O músico, integrante da Orquestra Imperial, alegou ter compromissos profissionais, mas sua saída estratégica não tirou o brilho nos olhos de Helena Ranaldi. A atriz dedicou o espetáculo ao filho, André, que pela primeira vez assistiu a um espetáculo seu.

“Estou muito feliz, ofereço ao meu filho, é a primeira vez que ele assiste. E a emoção de ver meu pai aqui é grande, ele sempre foi o grande incentivador da minha carreira, desde o primeiro momento em que decidi ser atriz”, disse Helena, emocionada.

Marcelo Oliveira, pai da atriz, saiu de São Paulo em direção ao Rio especialmente para assistir à estréia da filha, e gostou do que viu.

“Sempre incentivei Helena, ela tem prazer no que faz e é uma excelente profissional. Estou orgulhoso por ela”, disse Marcelo Oliveira a OFuxico.

Amiga da atriz, Flávia Monteiro levou flores para homenageá-la. Eva Tudor, Ricardo Petraglia, Cláudia Mauro e o diretor Maurício Schermann também conferiram a estréia.

Primeiro texto de Moliére

Escrita em 1658, As Preciosas Ridículas é o primeiro texto de Moliére, no qual o autor satiriza a vida e os valores de duas moças, Cathos e Magdelon, que, vindas do interior, desejam ascender à alta sociedade parisiense a qualquer custo, a despeito de sua instrução precária. O termo preciosas caracteriza, segundo Molière, mulheres preocupadas excessivamente com a aparência e com o vocabulário fino dos salões sofisticados. Decididas a viver o que lêem nos romances, as jovens fazem de tudo para conquistar um rico e fino pretendente que se apresenta. Mas, uma dolorosa surpresa as aguarda.

Além de Helena Ranaldi, no papel de Madalena, completam o elenco os atores Marcos Oliveira, Gláucia Rodrigues, Gustavo Ottoni, Mouhamed Harfouch, Jaqueline Brandão, André Frazzi, Marcelo Araújo, Walter Gaspar e Lafayette Galvão.