Notícias às 21:38

Henri Castelli denuncia agressão: ‘Sensação que minha boca estava pendurada’

Reprodução/Instagram

No fim de 2020, Henri Castelli virou assunto em diversos veículos de comunicação por conta da notícia de que teria se envolvido em uma briga e sido levado ao Hospital Santa Casa de Alagoas. A imprensa do Nordeste alegava que ele havia quebrado a mandíbula.

Nesta segunda-feira (11), Henri conversou com Hugo Gloss e quebrou o silêncio ao falar do ocorrido.

“Não houve briga, eu fui agredido covardemente, puxado pelo pescoço, por trás, sem que tivesse antes sequer conversado com qualquer uma das pessoas que me agrediram. Não me parece que isso seja uma briga, eu não consegui nem reagir, fui jogado no chão e recebi chutes e socos”, afirmou, muito emocionado.

Ele completou: "Por sorte havia testemunhas que indicaram os agressores, do contrário eu não teria condições de dizer quem são. Não sei o motivo, como eu disse, eu não os conhecia antes e naquele dia eu sequer falei com eles."

Famosos e guarda compartilhada: como ficam os filhos após a separação

Henri ainda explicou porque demorou tanto para falar do ocorrido.

“Eu estava longe da minha família, com a boca pendurada, como eu iria ligar para minha mãe e falar: ‘Mãe, eu apanhei, quebraram a minha boca, mas eu estou bem’. Minha mãe só soube do que verdadeiramente aconteceu depois que eu saí da cirurgia e fui para casa, eu pessoalmente quis falar com ela. A minha única preocupação era não assustar minha mãe, meus filhos, em nenhum momento pensei em agir para legitimar ou não minha palavra.”

De acordo com Hugo Gloss, após receber os primeiros socorros na Santa Casa, Henri ainda teve de ir para Fernando de Noronha, por conta de compromissos profissionais. No dia 8 de janeiro, o ator passou pelas cirurgias necessárias em São Paulo e se recupera em casa.

Henri finalizou: “Que os agressores sejam punidos, que haja Justiça e que eu não tenha sequelas.”