Notícias às 18:15

Hospedado no Beverly Hills Hotel, Roberto Carlos janta no lugar preferido de Charles Chaplin

Divugação Fotomontagem

Desde o dia 15 de agosto  Roberto Carlos está viajando com sua turnê internacional que já passou pelo México (8 shows) e agora segue pelos Estados Unidos e Canadá. Depois de cantar no MGM Grand Garden Arena e rodar cenas pilotando um Lamborghini branco pelas ruas de Las Vegas, Roberto Carlos seguiu para Los Angeles, onde se apresenta no próximo sábado (13) no Nokia Theatre.

Para poder relaxar em seus dias na Califórnia, o Rei escolheu o hotel mais famoso e histórico do condado de Los Angeles, o Beverly Hills Hotel. Conhecido como Palácio Rosa, o lugar se transformou na base do cantor e parte do seu staff.

Viajando em seu jato particular, Roberto passa os dias no lugar mítico da cidade, com mais de cem anos de existência e muitas histórias para contar. O Beverly Hills Hotel fica no famosíssimo Sunset Boulevard e seus lindos jardins, restaurantes elegantes e excelente serviço lhe rendem o título de lugar de sonhos, que este ano está ainda mais glamuroso por conta da celebração de seu centenário.

Conheça o The Beverly Hills Hotel, o preferido do cantor Roberto Carlos em Los Angeles. O Fuxico

Roberto havia reservado um dos famosos bangalôs para se hospedar, mas  ao chegar preferiu mudar para a suíte do quarto andar que oferece mais privacidade e conforto. Com muitos funcionários latinos trabalhando no hotel, o “rei” rapidamente foi identificado.

“Havíamos reservado um bangalô pra ele, mas Roberto preferiu trocar para  suíte do 4o. andar, com mais privacidade e elevador direto da garagem”, conta o empresário Dody Sirena.

O Fuxico apurou que nesta quinta-feira (11) o cantor vai jantar no famoso Polo Lounge que tem histórias incríveis. Uma delas é que Charles Chaplin mantinha uma mesa cativa nesse restaurante.

Não é a primeira vez que Roberto se hospeda no Beverly Hills Hotel. Nos anos 80 ele esteve por lá pela primeira vez. Depois passou a ficar no Beverly Hilton , que nos últimos anos foi muito falado por ter sido o lugar onde Whitney Houston foi encontrada morta na banheira de sua suíte. E esses poucos dias  no Palácio Rosa parece ter cativado o carinho do artista. “Ele está  adorando este hotel e já disse que daqui pra frente vai ficar sempre aqui”,  revela Dody.

Roberto Carlos segue com sua  turnê internacional que contabiliza 19 shows divididos entre México, Estados Unidos e Canadá,. As próximas paradas são: San Diego, Los Angeles, San José,  McAllen (no Texas), Miami, Chicago, Toronto (Canadá),  Nova York e finalmente Boston, no dia 04 de outubro.

Quer saber mais histórias sobre o hotel preferido de Roberto Carlos, em Beverly Hills? O Fuxico conta abaixo!

Conheça o The Beverly Hills Hotel, o preferido do cantor Roberto Carlos em Los Angeles. O Fuxico
Acima o Polo Lounge, onde Roberto vai jantar na noite desta qunta-feira (11)

Um lugar cheio de histórias

Famoso por ser o preferido de estrelas do porte de Marlene Dietrich, Marilyn Monroe, Elizabeth Taylor, Esther Williams, Rita Hayworth e John Lennon, o Beverly Hills é conhecido como a segunda casa de artistas e personalidades estreladas, que fazem questão de se hospedar em seus famosos bangalôs.

O lugar faz parte da história da Hollywood antiga e reúne histórias que merecem serem relembradas. Vamos repassar aqui algumas delas.

Joan Crawford estacionava regularmente seu Rolls Royce em frente ao lobby principal, para o almoço; dispostos a ficar livres do assédio, os Beatles saíram sorrateiramente pela porta dos fundos para chegar à piscina. Reza a lenda que certa noite, Sidney Poitier dançou descalço no átrio, depois de ganhar um Oscar pelo filme Uma Voz nas Sombras  (Lilies of the Field).

Outros momentos preciosos: Marlene Dietrich era frequentadora habitual das charmosas cabanas da piscina. Por seis vezes, e com maridos diferentes, Elizabeth Taylor passou a lua de mel em um dos bangalôs da parte traseira do hotel. Nos anos 70, John Lennon e Yoko Ono se refugiaram no bangalô 11 por uma semana.  No mundo da música, muitos momentos imortalizaram o lugar. Um deles é a famosa capa do álbum Hotel Califórnia (ao lado), lançado pelo The Eagles, em 1976.

A capa do clássico álbum Hotel Califórnia, lançado pela banda Eagles em 1976 retrata as torres do Beverly Hills Hotel que, em 2011 ele foi nomeado o primeiro patrimônio histórico de Beverly Hills.
 

 

Centenário e ainda mais glamur


Recentemente, para comemorar os 100 anos do hotel, um projeto transportou os hóspedes no tempo através de suítes luxuosamente decoradas por momentos marcantes de sua longa história. Para criar e executar esse projeto,  foi recrutado o disputado escritório de arquitetura Tihany Design, e seu célebre arquiteto Paul Williams. Inspirado na personalidade e estilo de vida de Marilyn Monroe, Williams reinventou as cores rosa e verde, marcas registradas do lugar.

A partir daí, vários serviços luxuosos e extravagantes passaram a ser oferecidos com o tema Marilyn Monroe. São muitas as atrações tematizadas com a inesquecível loira que abalou Hollywood, entre as mais descoladas está um menu de champanhe para ser degustado durante um banho de espuma com trilha sonora das principais canções da década de 1950, tocadas durante o serviço de abertura da cama.

Este “cardápio” especial conta ainda com uma vitrine com peças originais que pertenceram a atriz (doadas pela famosa casa de Leilões Julien) e uma super biblioteca com os seus livros e filmes mais famosos.

Bangalôs das Celebridades

Situado entre 12 hectares de jardins exuberantes povoado por buganvílias, bananeiras, hibiscos e outras plantas tropicais exóticas, os bangalôs são maiores do que muitas casas e oferecem serviço de quarto 24 horas por dia.

Ficar no hotel principal é comum e na verdade este é o lugar onde as pessoas comuns conseguem se hospedar. Mas com os bangalôs e suítes, a história é diferente. Eles são reservadas às celebridades e aos endinheirados do resto do mundo.

Nos anos de 1960 e 1970, também conhecidos como a Era dourada de Hollywood, o Beverly Hills Hotel parecia ser o centro de tudo. Durante a temporada do Oscar, as cabanas à beira da piscina precisavam ser reservadas com um ano de antecedência.

Fred Astaire se hospedava em um deles e gostava de ler Daily Variety e The Hollywood Reporter à beira da piscina.

Em outubro de 2011, o líder da banda Kiss e então estrela de um reality show, Gene Simmons, trocou votos de casamento com sua companheira Shannon Tweed diante de 400 convidados, incluindo Hugh Hefner e o comediante Bill Maher, no gramado do Jardim Cristal. Eles eram o casal do momento, mas a ex-Playmate esperou 28 anos para ter o seu casamento de sonho.

Bangalô 1: Isolado e grande, é o bangalô principal. Marilyn Monroe passou mais tempo neste bangalôs que em qualquer outro, e era o favorito do ex-proprietário do hotel Marvin Davis.

Conheça o The Beverly Hills Hotel, o preferido do cantor Roberto Carlos em Los Angeles. O Fuxico

Bangalô 3: Elizabeth Taylor passou um tempo hospedada nele, em seu casamento com Eddie Fisher. Os filhos de Robert F. Kennedy estavam hospedados nele quando o presidente foi assassinado.

Bangalô 4: Madonna e Mariah Carey adoram o lugar, que tem quatro quartos e uma piscina colocada a pedido do magnata das comunicações Walter Annenberg.

Bangalô 5: Certa vez Liz Taylor e Richard Burton pediu no quarto duas garrafas de vodka no café da manhã e duas para o almoço. Neste dia o casal quebrou o maior pau, com direito a pratos e copos voando.

Bangalô 7: Outro favorito de Marilyn Monroe; que muitas vezes de hospedava com o nome de nascimento, Norma Jean.

Bangalô 10: Marlene Dietrich tinha uma cama de 2.1 por 2.4 metros especialmente fabricada para ela. John e Yoko Ono ficaram hospedados nele por uma semana.

Bangalôs: 14-21: Os preferidos de solteirões  como Warren Beatty e Orson Welles. Precisa dizer por que?

Quer conhecer o point do Rei em Los Angeles? Anote ai o endereço:
The Beverly Hills Hotel – 9641 Sunset Blvd, Beverly Hills, CA 90210, Estados Unidos

 

Conheça o The Beverly Hills Hotel, o preferido do cantor Roberto Carlos em Los Angeles. O Fuxico