Notícias às 21:00

Irene Ravache abre o jogo sobre feminismo e sexualidade

AgNews

Irene Ravache está fazendo o maior sucesso ao interpretar a Margot na novela Espelho da Vida, da Rede Globo.

Em entrevista para a Revista Ana Maria, a atriz comentou que as duas são muito parecidas.

“Assim como eu, ela é dona de casa, agregadora e gosta de criança. Tem jeito simples, não se enfeita muito, é curiosa sobre as coisas que não vê, mas sente, sobre a vida e as sensações”, disse ela.

A artista ainda afirmou que também tem algumas curiosidades, igual a sua personagem.

“Acho que, às vezes, a gente sente coisas que não têm uma explicação. Eu não tenho um comportamento cético em relação a isso, mas também não tenho uma definição clara de que seja um fenômeno ou algo espírita. Fico aberta para saber o que pode ser. Não me incomodo quando não consigo ter uma explicação racional para algo. Não preciso rotular nada”, disse.

Margot é uma pessoa muito espiritualizada, mas Irene disse que não costuma seguir religiões.

“Não sou espírita, fui criada na Igreja Católica, mas não sou muito de seguir religião. Respeito todas as religiões e acho que em algum momento, elas acabam se encontrando sempre. Encontram-se na procura pelo divino, em algo que vai além do nosso conhecimento”, afirmou ela.

 Mudando um pouco de assunto, Irene contou o que acha do discurso feminista, que busca pela igualdade entre homens e mulheres.

“Eu não tenho o menor saco para o discurso feminista hoje. A palavra empoderamento então, eu odeio. Parece algo que ficou podre. Eu nunca tive como objetivo substituir um opressor por uma opressora. A grande luta da mulher é por equiparação de salário, pois a independência vem por meio da economia. Essa é a grande batalha da mulher, mas nunca precisei fazer isso levantando uma bandeira. Vejo algumas coisas que as mulheres têm feito e questiono os motivos pelos quais estão fazendo isso”, afirmou ela.

A atriz ainda comentou que acha a luta homossexual muito relevante.

“Para mim, seria um absurdo eu ter que explicar porque sou heterossexual. Acho um absurdo alguém ter que explicar sua sexualidade, seja homo ou heterossexual”, contou Irene.

Para concluir, a artista comentou que não possui cuidados exagerados com a aparência.

“A minha alimentação é balanceada para controlar o colesterol. Limpo muito bem a minha pele antes de dormir e uso protetor solar diariamente. Não faço nada além disso”, finalizou ela.

João Vicente nega namoro com Vitória Strada
Espelho da Vida: Alain chama Cris para conversa séria
Espelho da Vida: Cris desconfia de Alain e não acredita nele