Notícias às 14:23

Correspondente internacional Erika Abreu se destaca com cobertura da guerra entre  Israel e Hamas

Correspondente internacional Erika Abreu se destaca com cobertura da guerra entre Israel e Hamas
Reprodução TV

A correspondente internacional da RedeTV!, Erika Abreu tem realizado uma cobertura especial da guerra de Israel. A jornalista visitou um kibbutz atacado com crueldade pelo grupo extremista Hamas durante o conflito, detalhando os momentos de terror vividos.

Veja as notícias que estão bombando

Em uma de suas reportagens especiais, Erika mostrou como ficou um dos locais atacados pelos terroristas do Hamas. Ela esteve no kibbutz Be’eri, uma comunidade agrária coletiva israelita que foi uma das primeiras atacadas pelo Hamas na invasão do dia 7 de outubro. O local fica a cerca de 6 quilômetros da faixa de Gaza e ficou completamente destruído. “Uma casa foi completamente destruída em um ataque pelo grupo extremista Hamas. A gente percebe que cenas como essa aqui, elas são comuns em vários kibbutz espalhados por Israel”, relatou Erika.

Entre para a comunidade OFuxico no WhatsApp

Aos 54 anos, morre Matthew Perry, o Chandler de “Friends”

Major do exército israelense relata um total de 130 mortes em apenas um ataque – Reprodução Rede TV!

Segundo a jornalista, em conversa com Roni Kaplan, major do exército israelense, o ataque ao kibbutz foi planejado pelo Hamas e investigações apontaram que moradores da faixa de Gaza que trabalhavam no local conheciam bem a rotina do lugar e ajudaram os extremistas na execução do massacre, que teve um total de 130 mortes.

“Tem um momento que a gente conversou com o Major, onde ele relatou situações horríveis, como uma mulher grávida de 8 meses que eles abriram a barriga dessa mulher, tiraram o neném e cortaram o pescoço desse neném. Atos terroristas”, relembra.

Morte de Matthew Perry ainda é um mistério. Saiba o motivo!

A barbaridade do ataque, segundo Erika, foi além. Conforme relatado pelo Major, no dia da invasão, os  moradores se trancaram em suas casas na tentativa de se proteger, mas acabaram incineradas e famílias inteiras foram carbonizadas.

Vários kibbutz foram alvo de ataques por parte do Hamas – Reprodução Rede TV!

“A gente fica imaginando o sofrimento de inúmeras famílias que tentavam sair desse lugar. E as marcas dessa violência a gente vê em cada pedaço por onde a gente passa aqui”, conta Erika Abreu.

Gil do Vigor detona Pablo Marçal após vídeo polêmico: ‘Que raiva’

Os ataques e a destruição causada mostram a vulnerabilidade dos kibbutz, que foram alvo de ataques brutais por parte do Hamas. “Nas paredes a gente pode ver as marcas dessa violência dos  ataques do Hamas a moradores israelenses”, diz a jornalista.

Por fim, Erika Abreu relata que enquanto a guerra não dá sinais de um cessar-fogo, as forças de Israel trabalham em Be’eri para identificar mais corpos e limpar o local. “Um terrorismo que jamais será esquecido pelas famílias que sobreviveram a esse ataque”, pontua.

Sandra Bullock reaparece com a filha, após morte do companheiro