Notícias às 12:10

Kelly Clarkson vai substituir Ellen DeGeneres na NBC

Reprodução Instagram

A NBC já confirmou quem vai substituir Ellen DeGeneres no espaço que ela deixará desocupado quando finalizar seu talk show no próximo ano: Kelly Clarkson.

A comediante anunciou recentemente que vai terminar seu show mais cedo, e disse que os fãs terão mais uma temporada.

Seguindo a notícia, houve uma intensa especulação sobre qual programa entraria nesse espaço, e os chefes da NBC confirmaram que será a ganhadora do American Idol que vai ocupar o horário diurno de Ellen  a partir de 2022.

"Essas são grandes conquistas para um talk show em sua segunda temporada", comentou o presidente da NBC Universal Local, Valari Staab, à revista Hollywood Reporter.

"Mal podemos esperar para a 19ª temporada de The Ellen DeGeneres Show junto a Kelly Clarkson, e certamente será um grande ano. Em 2022, The Kelly Clarkson Show será a estrela do nosso entretenimento diurno e um grande legado para as nossas tardes", confirmaram.

Tracie Wilson, Executiva da NBC Universal Syndication Studios, acrescentou: "O The Kelly Clarkson Show é um dos sucessos mais otimistas de primeira distribuição. É uma parte valiosa da NBC Universal Syndication Studios que está oferecendo e estamos orgulhosos por nos juntar a NBC Owned Television Stations para continuar o sucesso do show", informaram.

"Estamos trabalhando em grandes planos para a terceira temporada e visando ser o melhor show diurno pelos próximos anos".

Fim do programa

O programa de Ellen DeGeneres vai terminar no final de 2021, mas a apresentadora esclareceu que não é devido aos problemas que teve no ano passado, com acusações de um ambiente tóxico de trabalho, intimidação e racismo em seu talk show.

Em sua primeira entrevista desde que anunciou que seu programa chegará ao fim no final deste ano, DeGeneres também afirmou que a imprensa em torno dessas alegações foi  'orquestrada'.

Ela disse ao programa Today à Savannah Guthrie, que é falso que isso tenha influenciado sua decisão de encerrar o programa, mas ela descreveu essas acusações como  'devastadoras'.

"Se fosse por isso que eu estava parando, eu não teria voltado este ano. Eu realmente pensei em não voltar porque… foi devastador. Eu sou uma pessoa gentil. Sou uma pessoa que gosta de fazer as pessoas felizes… Como posso ser um exemplo de força, perseverança e poder se desistir e fugir?", comentou.

“Devo dizer que, se ninguém mais está dizendo isso, foi realmente interessante porque sou uma mulher, e parecia muito misógino”, afirmou.

“Eu não tinha ideia, nunca vi nada que pudesse apontar para isso”, disse DeGeneres sobre as acusações. “Ainda não entendo [a cobertura da imprensa]. Foi muito orquestrado. Foi muito coordenado (…) Tudo o que eu já ouvi de cada convidado que vem ao programa é que esta atmosfera é feliz. Não sei como poderia saber tudo isso quando há 255 funcionários aqui e muitos de edifícios diferentes, a menos que eu literalmente fique aqui até a última pessoa ir para casa à noite. É o meu nome no programa, então claramente isso me afeta e eu tenho que ser a única a me levantar e dizer, 'Isso não pode ser tolerado'", disse Ellen.

A apresentadora lamentou que antes de irem à imprensa fazer essas acusações, as pessoas envolvidas deveriam ter feito a denúncia para ela, e assim resolver essas questões:

"Eu gostaria que alguém tivesse vindo até mim e dito: 'Ei, algo está acontecendo que você deve saber'".