Notícias às 03:00

Kim Kardashian é criticada por ostentar vestido de Marilyn Monroe

Kim Kardashian com vestido de Marilyn Monroe
Foto: Reprodução/Instagram/@kimkardashian

Nem todo mundo aprovou o look que Kim Kardashian usou na gala do Museu Metropolitano de Arte dia 2 de maio. Muitas pessoas não ficaram felizes com a empresária usando o vestido icônico que unicamente Marilyn Monroe usou há exatos 60 anos atrás no aniversário do presidente John F. Kennedy em maio de 1962.

Leia+: Kim Kardashian teve que perder peso para entrar no vestido de Marilyn Monroe

O tema da gala Met este ano foi “Na América: uma antologia da moda” [In America: An Anthology of Fashion] e por isso a empresária foi escolhida para usar a peça que estava há vários anos protegida no museu “Ripley’s: Believe It or Not”, na Flórida.

E entre as pessoas que lamentaram a decisão do museu de emprestar o vestido à influencer, está Michelle Morgan, autora do livro de 2018 “The Girl: Marilyn Monroe, the Seven Year Itch, and the Birth of an Improvable Feminist”, que não gostou de ver como a peça com tanta história de Hollywood, e tão delicada foi parar no tapete vermelho.

“Estou extremamente desapontada ao ver este vestido icônico de 60 anos sendo usado em público”, Michelle disse ao jornal The New York Post. “O vestido é extremamente frágil e foi previamente mantido em condições de temperatura controlada, mas agora está aqui, não apenas sendo usado, mas também em um ambiente de tapete vermelho, onde qualquer coisa poderia ter acontecido com ele”, continuou.

Nina Boski, produtora da série documental e podcast de TV “Marilyn: Behind the Icon”, ecoou a atitude de Morgan, observando que o momento viral de Kardashian ‘não é uma lembrança positiva da estrela’:

Leia+: Lili Reinhart critica Kim Kardashian por falar de dieta

“Posso entender por que Kim gostaria de usar o vestido para fins publicitários”, disse Boski. “No entanto, o vestido deveria ter sido usado apenas por uma pessoa, e essa é a icônica Marilyn Monroe.”, comentou.

O apresentador inglês Piers Morgan também lamentou o que viu. Ele criticou Kim Kardashian por sua decisão ‘assustadora e errada’ de usar o vestido no Met Gala.

“Marilyn estará se revirando em seu túmulo neste seqüestro inútil e sem talento e manchando sua marca”, criticou.

Piers teve uma briga de longa data com Kim, que começou em 2016, quando o apresentador de televisão criticou a reality star por sua fita de sexo. Em 2019, ele a criticou novamente, apelidando-a de “estúpida sem talento”.

HOMENAGEM DE PETE

Pete Davidson mostrou mais uma vez seu compromisso com Kim Kardashian e sua família e, segundo fontes, o comediante do “Saturday Night Live” fez uma tatuagem em homenagem aos seus novos enteados. Pelo menos é o que parece.

Leia+: Kim Kardashian quer aproximar Pete Davidson de Kanye West

Pete foi fotografado saindo do Fonda Theatre em Los Angeles no fim de semana com uma nova tatuagem no pescoço que parece ler “KNSCP”, claramente as iniciais de Kim e seus filhos North, Saint, Chicago e Psalm.

Essa não é sua primeira tatuagem relacionada à namorada que Davidson faz. Recentemente ele mostrou a ‘marca’ que fez com o nome de KIM, e também a frase “Minha garota é advogada”, entre outras.

A própria empresária confirmou no programa de Ellen DeGeneres em março passado:

Leia+: Kim Kardashian nunca tinha assistido ao programa de TV do namorado

“Sim, ele tem algumas tatuagens, algumas fofas… Acho que a minha favorita diz ‘Minha garota é advogada’, e isso é muito fofo.”, comentou a empresária, confirmando que é a primeira vez que alguém faz isso em sua homenagem.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!