Notícias às 09:30

Luan Santana revela encontro secreto com Juliette e ida a casas de prostituição

Luan Santana de camisa branca

Foto: Divulgação

Na noite desta terça-feira, 10 de agosto, não será a primeira vez que Luan Santana e Juliette Freire vão se encontrar. Os dois estarão juntos numa live, mas se a ideia era passar a convicção de um encontro impactante e inédito, o próprio cantor revelou que não será bem assim. Segundo o artista, ele e a paraibana já se encontraram às escondidas, sem fotos postadas nas redes sociais.

“Entendi quando Juliette não aceitou meu convite para gravar o clipe comigo. Ela tinha outros planos e projetos, mas a gente já se encontrou pessoalmente, sim. Ela é muito gente boa e talentosa”, disse Luan ao podcast “Flow”.

Ao ser ser questionado se gostaria de ficar com a campeã do “BBB21”, Luan apenas um sorriso maroto. O artista de 30 anos destacou na entrevista que gostaria de ter mais oportunidades de mostrar seu lado mais humano, de carne e osso, diferente da imagem de menino sério e comportado que o público já se acostumou a ver.

“Nesses 14 anos de carreira, vi tanta coisa acontecer, já vivi muita coisa, mas sempre senti falta desse espaço, de ter um jeito diferente de falar com o público. As pessoas têm uma imagem de mim… Para muitas pessoas, eu não falo palavrão, eu não bebo. Eu faço essas coisas”, garantiu.

Veja +: Luan Santana quer se dedicar também à atuação

Luan ainda surpreendeu ao contar suas idas a lugares de prostituição e, além de não pagar pelo “serviço”, ele assegurou que gostaria de ficar só olhando.

“Já fui a algumas legais e a outras muito ruins. Meu sonho é ir a uma muito ruim só para ficar olhando. Mas, na maioria das vezes, acontece de não quererem que eu pague por eu ser o Luan Santana”.

INSEGURANÇA

Mesmo sendo um dos artistas brasileiros mais bem-sucedidos do país, Luan Santana revelou que se sente inseguro na profissão.

“Depois que fiquei famoso, ninguém mais me manda a real, ninguém próximo a mim me critica. Sempre fui muito inseguro, de achar que minhas músicas não eram boas. Além disso, aqui no Brasil, você precisa ter um hype na sua vida pessoal também para isso refletir na sua música”, disse.

Veja +: Luan Santana dá uma cutucada em cantores sertanejos

“Mas minha vida não é interessante demais, não tem muito rolo na minha vida. Já tive essa pilha na minha cabeça: ‘vou começar a fazer merda’. Você vê sua música não acontecer enquanto que de outro está estourada só porque fez alguma merda. Sempre tive isso na minha vida: de analisar de fora a situação, sempre fui muito observador”.

Vale destacar que Luan está prestes a lançar um novo videoclipe, “Sorria”, o que promete firmar ainda mais o nome e o talento do artista.

LIVE COM JULIETTE FREIRE E LUÍSA SONZA

Luan Santana estourou com o clássico sertanejo universitário em 2009, ao lançar o hit “Meteoro da Paixão”. Desde então, o cantor ganhou fãs, notoriedade e passeou por novos ritmos, mas não deixou o “sertanejo raiz” ir embora.

Amante do ritmo, ele disse, ao jornal O Globo, que pode experimentar gêneros musicais, porém, é o som interiorano dos violões e violas que fazem parte de sua essência. Ele até mesmo alfinetou alguns colegas de profissão sem citar nomes.

“É difícil enquadrar em categorias o que é sertanejo e o que não é. Sou um cara de Campo Grande, do Mato Grosso do Sul. Se você me perguntar, vou saber cantar todas as músicas da história do sertanejo. E aposto que muitos artistas estourados hoje [na música sertaneja] não conhecem músicas da história do sertanejo que nos trouxeram para onde estamos.”

Veja +: Luan Santana arrasa em outdoor na famosa Time Square

O mais recente sucesso de Santana, “Morena”, voltou às paradas e assumiu o segundo lugar na playlist “TOP 50 – Brasil” do Spotify. A canção é exemplo do que o sertanejo pode ser uma boa combinação para o pop e tantos outros estilos, como o funk. E ele defende isso.

“[…] Sou um cara sertanejo até o talo. Nasci sertanejo e vou morrer sertanejo. Essa é a minha essência: gosto de fazenda, gosto de pescar… Piso no chão de terra com gosto. O Brasil nasceu aí, e consigo entender essa força. Mas pego influências de outras coisas que gosto de ouvir. Sou viciado em reggaeton e em música latina. Se gostei de uma nuance que um pop está fazendo, vou colocar na minha música”, afirmou ao Flow Podcast.

Nesta terça-feira, 10 de agosto, ele fará uma live ao lado de Luísa Sonza, com apresentação de Juliette.  Aliás, o videoclipe de “Morena”, seria  estrelado pela paraibana, que recusou o convite, alegando precisar se dedicar a outros projetos. Essa será a primeira vez que os dois se encontrarão, mas no palco.

Veja +: Juliette é elogiada por Luan Santana em ensaio e fotos