Notícias às 11:36

Luciano Camargo dedica álbum gospel à mãe: ‘Maior exemplo de fé’

Willa Leixo/Divulgação

O ídolo de sucesso que embalou e impacta multidões há 30 anos, generosamente, cedeu espaço para uma vertente ainda desconhecida do grande público, na trajetória de Luciano Camargo.

Fãs acalmem-se. A dupla Zezé Di Camargo & Luciano continua tão firme como a rocha, celebrando inclusive o projeto de uma websérie com a participação de diversos artistas amados.  

Contudo, um dos filhos de Francisco depois de protelar um sonho antigo, sentiu a necessidade de retribuir a Deus por tudo que Ele já o presenteou, a começar pelo dom da voz.  

A dupla festeja 30 anos de sucesso com uma websérie

A Ti Entrego: solo presente a Deus

Ao lançar o projeto intimista A Ti Entrego, o mesmo Luciano da fama e do glamour que o acompanha há mais de três décadas, se despiu de toda e quaisquer vaidade para se entregar de corpo e alma ao álbum de cunho cristão, que encara como sua missão de vida.

O artista querido por milhões de brasileiros conversou com a reportagem de OFuxico, com o entusiasmo e o brilho nos olhos de um ‘precipiante-veterano’, digamos assim. Por telefone, a repórter Michele Marreira pôde observar o ser humano que fala com intensidade e respeito, de uma obra artística-espiritual diferente de tudo que já fez.

“Quando eu casei, minha esposa sempre me lembrava que eu precisava gravar um álbum de louvores para a minha mãe. Mas ainda não tinha batido aquela vontade… Há três anos eu estava na igreja, ouvindo a cantora Sarah Renata louvando, e pensei comigo: ‘Eu preciso um dia cantar em cima de um púlpito desses’. Mas não é só cantar, precisa ter um propósito. Eu já tinha falado para o meu produtor dessa vontade e durante a pandemia, aconteceu! Resolvi fazer sem nenhuma pretensão comercial. A grandiosidade estava apenas na minha vontade”, iniciou ele, a entrevista exclusiva.   

A Ti Entrego: solo presente a Deus

Mãe Helena: a inspiração de fé

Dona Helena é praticamente a mãe do Brasil, adotada pelos milhões de admiradores da sua família que possui múltiplos talentos. Sua obstinação somada a do marido Francisco, virou até história para a sétima arte, emocionando o público em 2005 no longa-metragem 2 Filhos de Francisco.

Cristã fervorosa e de fé inabalável, é a inspiração do filho Luciano que dedica o álbum à sua amada eterna.  

“Há 20 anos minha mãe me fez esse pedido, quando certo dia eu estava cantando com minha irmã. Eu já tinha gravado outros louvores Quem é Ele, Vai dar Tudo Certo, inclusive com o Zezé [informalmente]. Sempre tive essa vontade, e fui protelando, na verdade foi Deus, tudo tem a hora certa”, relembrou.

Ao dar a notícia de que finalmente gravaria o projeto tão especial, o cantor descreveu a reação da mãe.   

“Eu contei pessoalmente a novidade para ela. Realmente foi uma emoção! Ela achou lindo, disse que iria contar para as amigas da igreja. Minha mãe fala que é uma resposta de oração, sempre a vi a vida inteira de joelho”, contou.

O tio de Wanessa Camargo aproveitou para destacar um episódio emblemático na historia do clã.

“Na época do sequestro do meu irmão Wellington, minha mãe ficava o dia inteiro orando, de vigília mesmo! E ela não aceitava dormir na cama, dizia: ‘Não sei onde meu filho está dormindo’. Ela ficou três meses dormindo no chão, sem nada. E sempre dizendo: ‘Meu filho está vivo, Deus vai me entregá-lo vivo’. Foi um pouco depois dessa época que ela me fez o pedido para eu cantar louvores. Minha mãe é o meu maior exemplo de fé”, ressaltou ele.

Mãe Helena: a inspiração de fé

Retorno à Sony Music

Quando pensou em concretizar o sonho, o próprio Luciano reconhece que estava tímido em relação ao projeto: canções, divulgação, etc. Então foi procurado pela Sony Music, gravadora que já fez parte e depois de três anos, volta a integrar o casting.

“Estou muito feliz. Quando o Maurício Soares, diretor da gravadora ficou sabendo do projeto me chamou para conversar. Fizemos o contrato em menos de três dias. É um trabalho para Jesus, não é apenas o cantor Luciano cantando gospel”, detalhou.

O músico celebra em contrato o seu retorno à Sony Music

O álbum: 16 faixas e uma novidade exclusiva

Inicialmente, o disco teria 15 faixas dedicadas à música gospel, porém, o cantor nos informou uma novidade com exclusividade.

“Recebi um vasto material, chegaram muitas composições. Eu tinha muita vontade de gravar com a Gabi Sampaio, estou te contando em primeira mão que vamos cantar a faixa Espírito Santo, na semana que vem”, afirmou, encantado com a parceria.  

O dueto de Gabi Sampaio e Luciano Camargo acontecerá na próxima semana

Flavia Fonseca: a esposa e o encontro de almas

O lançamento da primeira faixa, Tempo (Anderson Freire, André e Raquel Freire), acontecerá em todas as plataformas digitais e está marcado para 16 de outubro, data de seu casamento com Flavia Fonseca, a quem carinhosamente chama de Fau, mãe de suas caçulas, Helena e Isabella. Virá como uma celebração de uma união que transformou profundamente a sua vida.

“Eu sou casado com a Fau há 17 anos. Quem me levou a conhecer mais de Deus foi a minha mulher, esse contato maior que tenho com a fé, com a igreja, ela quem me apresentou. Todos os dias ela separa um período de duas horas para estudar a Bíblia. A vida toda foi temente a Deus. Ela ama a música que eu faço seja romântica ou dedicada às mães, sempre torcendo. Fau participou do processo todo, desde a escolha do repertório até a gravação. Antes das meninas nascerem eu a levava para todos os shows, depois eu passei a voltar para casa, que é a minha família. Nessa pandemia tive mais tempo com elas, algo que eu sempre quis, mas faltava tempo. Não nos separamos um dia sequer”, declarou.  

Flavia Fonseca: a esposa e o encontro de almas

Sonhos não acabam: se multiplicam

Chegando ao fim do bate-papo, Luciano fez uma pausa e se emocionou, quando questionado se não sente vontade de trilhar um caminho paralelo, ministrando louvores nas igrejas. A voz embargou e eis que veio a resposta cheia de ternura. 

“Nossa, meu sonho! Eu até estava conversando com o Zezé, que o meu propósito é cantar para Jesus, louvando nas igrejas, independente do tamanho. Comecei a sonhar e sonhar… dá para conciliar [com os shows da dupla]. Os eventos sempre começam dez, onze da noite. A igreja que me convidasse, eu louvaria dois, três louvores, tranquilamente, e depois iria trabalhar nos shows com o meu irmão. Se for essa a vontade de Deus! Estou orando todos os dias, para ele me dar o sinal. Louvar é a melhor maneira de cantar, não existe nada parecido. Eu já canto há 30 anos, e toda vez que louvo na igreja ou em casa, é uma emoção indescritível, é o toque do Espírito Santo”, concluiu Luciano Camargo, que nunca para de sonhar e realizar. Sorte a nossa!

O sonho do louvor itinerante

 Luciano Camargo lança trabalho solo e aposta na música Gospel

A família reunida exalando muito amor e alegria   

Luciano: ‘Nasci pra cantar com meu irmão’