Notícias às 14:37

Ludmilla comemora liberdade de Belo: ‘Até que enfim, muita injustiça’

Reprodução/Instagram/TV Globo/Divulgação

Depois de Latino e Xuxa, agora foi a vez de Ludmilla se manifestar sobre a prisão do cantor Belo.

O artista viu sua vida se transformar em um inferno, desde que realizou um show no Complexo da Maré, no último dia 13, no interior da Escola Municipal do Parque União.

Após passar uma noite na carceragem da Polinter do Rio de Janeiro, e ter seu pedido de habeas corpus concedido pelo desembargador Milton Fernandes de Souza, o marido da modelo Gracyanne Barbosa foi solto na quinta-feira (18).  

Ao ler tal notícia no perfil oficial do jornalista Leo Dias no Instagram, a cantora Lud respirou aliviada e demonstrou sua revolta com a prisão do colega, conforme notou OFuxico.

Até que enfim, injustiça do car****”, disse irritada.

Ludmila comemora liberdade de Belo e diz que prisão foi injusta

Entenda o caso

A quarta-feira (17) foi bem agitada na vida do músico BeloO artista é investigado pela Delegacia de Combate às Drogas (DCOD), da Polícia Civil do Rio de Janeiro, após a realização de um show no Complexo da Maré, apesar das proibições devido à pandemia da Covid-19.

No final desta tarde, sua esposa, a modelo Gracyanne Barbosa chegou à Cidade da Polícia, no Rio.

“Eu só sei fazer isso [cantar]. A minha empresa recebe o dinheiro”, resumiu o famoso, que foi transferido para Polinter.

O casal causou certo tumulto no espaço, separadamente, pois era aguardado pela imprensa local, além dos agentes da Justiça. 

“Meu marido só saiu para trabalhar. Se todo mundo pudesse, ele ficaria em casa. Nossa família e mais 50, dependem do trabalho dele. Ele só foi fazer o que sabe: cantar. Por que só ele não pode? Ele é um artista que seguiu as normas exigidas por conta da Covid-19. Ele é a pessoa mais cuidadosa que conheço”, reforçou a musa fitness.

Questionada pelos repórteres se o marido tem algum envolvimento com o tráfico local, a morena foi enfática.

“É obvio que não! Ele tem uma empresa que faz isso [shows] para ele. Tá tudo conforme as normas da lei. Vou mostrar tudo depois na minha rede social”, pontuou.

Vale destacar que a tal apresentação aconteceu no dia último dia 13, no interior da Escola Municipal do Parque União, mas, não teve autorização da Secretaria Municipal de Saúde, a polícia também investiga a invasão ao colégio.

A polícia cumpriu quatro mandados de prisão preventiva e cinco de busca e apreensão.

Cantor Belo é preso em investigação de show na Maré