Notícias às 06:00

Luiza Brunet é nomeada embaixadora do projeto ‘Beleza Além das Fronteiras’

Luiza Brunet surge com roupa rosa

Pino Gomes/Divulgação

O Movimento Virada Feminina, a Casa Venezuela e o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos (MDH), com o apoio da Organização Internacional para as Migrações (OIM), lançaram recentemente o programa de inclusão socioeconômica “Beleza Além das Fronteiras”.

Inicialmente, duzentas mulheres serão beneficiadas com a ação. A localização fica na Casa Floráh, situada no bairro Jardim Paulista em São Paulo.

Quem marcou presença no evento, foi a atriz e empresária Luiza Brunet, nomeada como a embaixadora do projeto social, Sra. Regina Nunes, a primeira dama da cidade de São Paulo, além do prefeito de Igarapava, José Ricardo Mattar – apoiando a esposa Mônica Aguirre Mattar, no lançamento do evento. 

Mônica Aguirre posa com a atriz Luiza Brunet (Renato Cipriano/Divulgação)

A iniciativa busca investir na autonomia econômica de mulheres venezuelanas e migrantes de países vizinhos, com inserção no mercado da beleza e integração no Brasil. Serão ofertados treinamentos teóricos e práticos, além de oportunidades de emprego e de empreendedorismo neste setor.

“Na semana passada foi comemorado o Dia Mundial do Refugiado. Aqui no Brasil, em pouco mais de três anos, o Governo Federal interiorizou quase 53 mil refugiados e migrantes venezuelanos, por meio da Operação Acolhida. Nosso povo é acolhedor por natureza e esta é apenas uma das muitas iniciativas que garantem a dignidade desse povo que tanto sofre por ser forçado a sair de sua pátria”, apontou a titular do MMFDH, ministra Damares Alves.

Veja+: No Dia da Mulher, Luiza Brunet deseja: ‘Que toda mulher seja respeitada e fortalecida’

Mais detalhes

As candidatas participarão de curso de assistente de cabeleireiro, de preparação para inclusão no mercado de trabalho e de treinamento para entrevistas. Além disso, terão apoio para abertura do registro como Microempreendedor Individual (MEI). Ao final, haverá uma cerimônia de entrega de certificados.

As beneficiárias receberão ainda um kit de prevenção contra a COVID-19 e um kit com equipamentos para a atividade profissional. As participantes terão também acesso a informações sobre enfrentamento da violência contra a mulher, desenvolvimento de microempresas, informações financeiras, promoção da saúde da mulher e direitos trabalhistas, entre outros temas.

“As mulheres migrantes em situação de vulnerabilidade estão entre o público prioritário das atividades da OIM, e acreditamos que o empoderamento econômico delas é fundamental para garantir a integração duradoura no Brasil”, destacou o Chefe de Missão da OIM no Brasil, Stéphane Rostiaux.

As anfitriãs do evento (Renato Cipriano/Divulgação)

Ele ainda complementou:

“Com projetos como o ‘Beleza Além das Fronteiras’, buscamos ampliar as oportunidades dessas mulheres para que possam recomeçar suas vidas no país com dignidade e autonomia.”

A presidente do Movimento Virada Feminina, Marta Lívia Suplicy, explica que, em uma etapa inicial, os salões de beleza Casa Floráh, Casa Miracolli e Pelle&Capelli receberão 60 venezuelanas, em diferentes turmas, para um processo de formação.

“O intuito é dar a estas mulheres independência financeira e, sobretudo, condições de empreenderem em seu novo lar, que é o Brasil”, afirmou.

Para a vice-presidente do Movimento Virada Feminina, Mônica Aguirre Mattar, a qual também é a idealizadora do Projeto ‘Beleza Além das Fronteiras’, vive-se hoje um período desafiador e de grandes transformações. “Este é o momento de ajudarmos ao próximo e de profissionalizar as mulheres que confiaram no Brasil como sua nova casa”, comentou.

Essa iniciativa será implementada pela Virada Feminina, no âmbito do projeto Oportunidades, realizado pela OIM com o apoio financeiro da Agência dos Estados Unidos para o Desenvolvimento Internacional (USAID).