Notícias às 19:00

Mandy Moore está grávida do primeiro filho

Reprodução/Instagram

Mais uma famosa engravidou durante a quarentena! Mandy Moore acaba de anunciar que ela e o marido estão esperando seu primeiro filho. A atriz da série This is Us vai ser mãe pela primeira vez e contou a linda novidade aos fãs em seu Instagram, ao compartilhar uma foto dela e do marido, o músico Taylor Goldsmith, abraçados com a mão na sua barriguinha.

O bebê da estrela de 36 anos, um menino, vai nascer no começo de 2021.

Mandy e seu marido posaram para lindas fotos em preto e branco:

"Baby Boy Goldsmith chegando no início de 2021", ela escreveu na legenda ao lado de um emoji de coração azul.

Mandy e Taylor começaram a namorar em 2015 e anunciaram o noivado em setembro de 2017.

Eles se casaram em 2018 e celebrará seu segundo aniversário de casamento em novembro.

Pedido de desculpas

Mandy Moore esteve casada por sete anos com o cantor Ryan Adams, até que ela decidiu se divorciar em 2016, devido ao seu comportamento abusador. Ela chegou acusá-lo de 'controlador, destrutivo e maníaco'. Agora, Adams se desculpou publicamente com as mulheres que eles abusou, em uma reportagem ao Daily Mail, e Mandy reagiu às suas declarações, dizendo que ele deveria ter se desculpado em particular com aquelas a quem ele é acusado de abusar.

O músico de 45 anos – que foi acusado por seu comportamento por sua ex-mulher Mandy, sua ex-noiva Megan Butterworth e ex-namorada Phoebe Bridgers entre outras mulheres – emitiu um pedido de desculpas no fim de semana, mas Mandy não consegue entender por que ele não o fez em particular.

Falando no programa 'Today', a atriz e cantora de 36 anos, disse: "Você sabe que é desafiador porque sinto que, de muitas maneiras, já disse tudo o que quero dizer sobre ele e essa situação, mas acho curioso que alguém faça um pedido de desculpas público, mas não o faça em particular. Falando por mim mesma, não tive notícias dele. Não estou procurando desculpas necessariamente, mas acho curioso que alguém faça uma entrevista sobre isso sem realmente fazer as pazes em particular."

No ano passado, Ryan foi exposto pelo jornal New York Times, onde várias mulheres alegaram que ele controlou e abusou emocionalmente delas.

Em sua carta de desculpas, Ryan não mencionou especificamente nenhuma de suas acusadoras, mas disse: "No meu esforço para ser um homem melhor, lutei para ficar sóbrio, mas desta vez estou fazendo isso com ajuda profissional. Sobriedade é uma prioridade na minha vida, assim como minha saúde mental, que, como estou aprendendo, andam de mãos dadas. Não há palavras para expressar o quanto me sinto mal com as formas de maltratar as pessoas ao longo da minha vida e carreira. Tudo o que posso dizer é que sinto muito. É simples assim. Esse período de isolamento e reflexão me fez ver que eu precisava fazer mudanças significativas na minha vida".