Notícias às 19:05

Mariana Xavier: ‘Meu valor não está atrelado ao meu manequim’

Reprodução/Instagram/@marianaxavieroficial

Mariana Xavier realmente está vivendo um excelente momento de sua vida, ainda mais quando o assunto é a carreira. Já conhecida pelo público, principalmente pela personagem Marcelina, que interpretou nos filmes Minha Mãe é Uma Peça, a atriz está deixando completamente à mostra todo o seu talento, na pele da bem-humorada secretária Biga, de A Força do Querer, novela que está ocupando o horário nobre da Globo. 

Além de declarar que adora vários dos estilosos looks que tem usado, na frente das câmeras, a artista aproveitou uma recente conversa com a equipe da revista AnaMaria para contar que tem aproveitado várias de suas próprias vivências, na hora de contribuir com o já elaborado texto de Glória Perez. 

"Propus a cena em que a Cibele (Bruna Linzmeyer) pergunta para a Biga: 'Você é tão linda, por que não emagrece?'. Às vezes, as pessoas dizem 'você tem um rosto lindo', como se da cintura para baixo, não prestasse nada. Ou pensam que o gordo deve estar sempre bem-humorado. Aproveito situações que vivi ou foram relatadas a mim por outras pessoas para contribuir com o texto", disse ela, antes de também falar sobre como costuma lidar com as críticas e comentários negativos que lê, inclusive na internet. 

"Tem coisas que morro de vontade de responder, mas desisto. São tantos comentários positivos, por que dar ibope ao negativo? Abstraio. Acho que a vida da pessoa deve ser infeliz para ela investir seu tempo fazendo esse tipo de coisa", declarou Mariana, durante a entrevista. 

Fora sua forte ligação com o universo das artes, a atriz vive chamando atenção e servindo de exemplo para muita gente, por sua elevada autoestima e a relação que mantém, com seu próprio corpo, inclusive depois de chegar a engordar cerca de 20 quilos, em um ano, e se ver tendo que mudar alguns de seus comportamentos cotidianos. 

"Pensei: preciso parar, pois além da estética, minha saúde ficará prejudicada. Então, racionalizei o processo e entendi que aquela situação era fruto das minhas escolhas ruins e que precisaria assumir a responsabilidade, fazer escolhas melhores. Entendi que eu era muito mais do que um corpo, que meu valor não está atrelado ao meu manequim. Claro, é complicado… Eu que, há dez anos, achava roupa em qualquer loja, de repente não encontrava mais nada para comprar. O meu estilo era o que me servia", chegou a dizer ela. 

Vale lembrar que, ao lado das também artistas Fabiana Karla, Cacau Protásio e Simone Gutierrez, Mariana criou o projeto Gordelícias, que começou com um ensaio em resposta a um texto de uma revista, que criticava a presença de mulheres gordas na praia, e tem feito cada dia mais sucesso, principalmente no universo digital. 

"Essas coisas de internet são difíceis de explicar. Por exemplo, no começo do ano, uma foto minha de biquíni bombou nas redes, mas não tinha muito sentido… Eu cansei de postar fotos assim e nunca virou esse furdunço. Acho que é uma conjuntura de fatores. Quando nós quatro fizemos as fotos na praia, claro que gostaríamos que atingisse muita gente, mas nunca imaginamos a proporção que tomaria. O texto que elaboramos contribuiu para isso, porque o que escrevemos era acolhedor. Tratava-se de um movimento pela democratização do verão, e não estávamos só falando de quem é gordo, mas também de quem é muito magro, de quem tem vitiligo, de quem é mais velho e, mesmo assim, não abre mão dos trajes de banho. Existem várias classes de pessoas carentes de representatividade", falou a artista, sobre mais esse incrível projeto que está presente em sua vida.