Notícias às 08:00

Meghan Markle manda cartas pessoais a mulheres desempregadas

Grosby Group

Meghan Markle está espalhando uma boa vibração para as mulheres que estão voltando ao trabalho nesse momento.

Através da Smart Works, – uma organização britânica apoiada pela Duquesa de Sussex, que ajuda a mulheres de escassos recursos em suas entrevistas de trabalho, com treinamento, e lhes dão roupas para apresentar-se nesses empregos -,  a esposa do Príncipe Harry escreveu várias cartas de incentivo para essas pessoas que estão voltando ao trabalho após um ano de quarentena.

 

Uma mulher recebeu uma nota de Meghan, que dizia: "Você vai se sair muito bem na sua entrevista! Se lembre de respirar fundo e seja você mesma!".

Outra nota dizia: "Quero te parabenizar pessoalmente por seu novo trabalho na saúde pública – não consigo imaginar algo mais importante no momento. E estou orgulhosa de saber que a Smart Works te apoiou na preparação para essa entrevista de emprego".

A Smart Works é um dos muitos patrocínios pessoais que Meghan manteve após ela e o príncipe Harry saírem oficialmente de suas posições como membros-sênior da Família Real Britânica.

A Smart Works é uma instituição de caridade do Reino Unido que fornece roupas de alta qualidade para entrevistas e treinamento para mulheres desempregadas necessitadas.

A organização informa em sua página na Internet:

"Aproveitamos o poder das roupas e da confiança para permitir que uma mulher dê o melhor de si em um momento crucial de sua vida, dando-lhe a confiança, a autoconfiança e as ferramentas práticas necessárias para ter sucesso na entrevista e transformar sua vida.".

 

Irmã de Meghan Markle prevê fim do casamento com Harry


Problemas com a família real

Segundo o jornal Daily Mail, um membro da equipe da Rainha Elizabeth II, que trabalhou para Meghan Markle assim que ela entrou para a família real após seu casamento com o Príncipe Harry, lamentou as recentes declarações dela.

Entre outras coisas, a Duquesa de Sussex afirmou que foi vítima de racismo, disse que tentaram silenciá-la e assegurou que não foi protegida e nem recebeu apoio durante seus dois anos na realeza.

Porém, de acordo com uma fonte do Palácio de Kensington, a própria rainha indicou funcionários de confiança para ajudar na transição de Markle.

Agora eles confessam que se sentiram 'magoados' após ouvirem as acusações de que Meghan teve que se defender sozinha, quando muitos deles estavam ao seu lado, apoiando-a, a pedido da avó de Harry.

"É muito falso fazer uma generalização tão radical.", disse uma das pessoas envolvidas.

"Havia uma equipe brilhante de ajudantes leais e experientes para ajudá-los.", justifica, acrescentando que, eles, desde o começo estavam na defensiva.

"Infelizmente, ela e Harry não estavam dispostos a ouvir ninguém. E essa é a pura verdade", disse a fonte, sem entrar em detalhes.

Principe Harry e Meghan Markle são acusados de mentir em entrevista