Notícias às 03:00

Michael B. Jordan ainda está de luto por Chadwick Boseman

Reprodução/Instagram

Michael B. Jordan ainda não se recupera da triste partida de seu amigo Chadwick Boseman, que faleceu em agosto do ano passado depois de lutar por quase quatro anos em silêncio, contra um câncer de cólon.

Jordan, afirmou que a morte de sua co-estrela de Pantera Negra, o afetou fortemente e ainda chora por isso.

Falando à revista Vanity Fair , o ator de 33 anos falou sobre sua amizade com Boseman e como isso continua a influenciar  a sua vida.

"Nosso relacionamento foi muito pessoal e teve muitos momentos ótimos – alguns que eu não pude apreciar e entender totalmente até agora", disse Jordan. "Eu gostaria de ter tido mais tempo para que nosso relacionamento evoluísse, e crescesse, e se tornasse mais próximo e mais forte", comentou.

Michael B. Jordan emociona ao falar de Chadwick Boseman

"Recebemos uma dose concentrada de Chadwick. Ele fez mais em seus 43 anos de vida do que a maioria das pessoas fez em toda a vida", acrescentou a estrela.

"Ele estava aqui pelo tempo que deveria estar aqui, e ele teve seu impacto e seu legado. Isso ficou claro com a abundância de amor que ele recebeu de pessoas em todo o mundo."

Jordan disse ainda que perder Boseman foi um dos 'momentos mais difíceis' de sua vida.

"Doeu. Doeu muito. Isso é provavelmente o que mais me fez chorar este ano", confessou.

Michael B. Jordan afirma querer retornar em Pantera Negra 2

Premiado

Taylor Simone Ledward, viúva de Chadwick Boseman, recebeu com lágrimas, de maneira virtual, um prêmio póstumo, quando ele foi homenageado na premiação Gotham Awards, realizada na noite de segunda-feira (11) na cidade de Nova York.

A revista Variety reporta que Boseman foi homenageado durante a noite em discursos de aceitação de Viola Davis, Riz Ahmed e do diretor André Holland, que trabalhou com Boseman na cinebiografia de Jackie Robinson, 42.

Também foi reproduzido um vídeo-tributo que destacou o trabalho mais prolífico do falecido ator.

Mas o discurso mais emocionante veio da esposa de Boseman que em lágrimas aceitou o Prêmio Tributo a Ator em nome de seu marido.

Michael B. Jordan assume namoro com Lori Harvey

“Como artista, ator e pessoa, Chad tinha o hábito de dizer a verdade. Ele é a pessoa mais honesta que já conheci, porque ele não se limitou em dizer a verdade, ele a procurou ativamente – em si mesmo, nas pessoas ao seu redor e no momento. E assim foi como ele viveu sua vida, dia após dia. Imperfeito, mas determinado", acrescentou, dizendo que seu mantra lhe permitia viver sua vida ao máximo todos os dias e "estar totalmente presente em sua própria vida e as vidas das pessoas que ele se tornou. "

"Ele percebeu que quando alguém é capaz de reconhecer que sua força não vem de si mesmo, eles raramente erram", disse Ledward. "Isso é o que ele fazia quando estava atuando. Não apenas contando uma história ou lendo linhas de uma página, mas modelando para nós um caminho de verdadeira realização.",

Ela terminou seu discurso emocionada, dizendo: "Chad, obrigada. Eu te amo. Estou muito orgulhosa de você. Continue iluminando-nos com sua luz."

A estrela de Pantera Negra morreu após uma batalha particular de anos contra o câncer de cólon aos 43 anos, em agosto passado.

Michael B. Jordan abre perfil na plataforma OnlyFans
Michael B. Jordan emociona ao falar de Chadwick Boseman