Notícias às 03:00

Michael Douglas é confundido com avô da filha em sua formatura

Michael Douglas de camisa preta

Reprodução/Instagram

Michael Douglas passou por uma saia-justa recentemente por conta de sua idade. O ator de 76 anos foi entrevistado por Kelly Clarkson em seu programa e confessou que não gostou da graduação da sua filha Carys, de 18 anos.

E o marido de Catherine Zeta-Jones revelou o motivo: na cerimônia muitos pensaram que ele era o avô de Carys e não o pai.

Falando com Clarkson sobre o orgulhoso que se sente pela filha que em breve começará a faculdade, Douglas comentou:

“Estamos muito bem, orgulhosos dela, mas preciso dizer que fiquei um pouco frustrado pelos outros pais falarem: ‘Parabéns, deve estar muito orgulhoso da sua neta'”, revelou.

E acrescentou brincando: “Não vou levar para o lado pessoal, eles só estavam tentando ser amáveis”, explicou.

O fato de pouca gente saber que Carys é filha do grande ator de Hollywood passa despercebido para muitos de seus colegas, já que a menina não costuma se gabar da família que tem, de acordo com a revista OK!

Michael Douglas é 20 anos mais velho que sua esposa Catherine Zeta-Jones, e quando Carys nasceu, ele tinha quase 60 anos.

Recentemente o ator comentou que agora que Cary vai para a faculdade, e seu filho Dylan, que já está estudando também, ele e Catherine ficarão sozinhos em casa:

“A gente se olha e diz: ‘Do que vamos falar agora?'”, conta, acrescentando que não vai ser fácil.

Problemas de memória

Em uma nova entrevista com a revista AARP, da Associação Americana de Pessoas Aposentadas, o ator Michael Douglas, de 76 anos, revelou que está tendo problemas com sua memória de curto prazo.

O marido de Katherine Zeta-Jones contou que ainda consegue se lembrar de coisas que aconteceram há muito tempo, mas descobriu que sua lembrança de eventos recentes não é o que era.

Para o ator isso poderia ser resultado dos tempos em que usava maconha.

“Durante este período da Covid-19, onde fiquei muito mais viciado em televisão, fiquei chocado com a redução da minha resistência. E minha memória de longo prazo está bem, mas minha memória de curto prazo não. Eu costumava culpar a maconha. Mas tenho alguns amigos que fumam há tanto tempo e têm memórias fabulosas, então não acho que seja esse o problema. Estou pesquisando “, comentou.

Na mesma entrevista Douglas admitiu que uma das coisas mais difíceis que teve que fazer como pai foi ‘estabelecer limites’ e ter se afastado do seu filho mais velho.

“Estabeleça limites, grandes e pequenos… isso é o mais difícil. Meu filho mais velho, Cameron, era viciado em drogas e acabou cumprindo sete anos e meio na prisão federal. Foi difícil ter que proteger a mim e à minha família e dizer ao meu filho mais velho que ‘se você sentir que estou me afastando de você, eu estou, porque temo que você vá se matar ou matar outra pessoa’… Essa experiência com Cameron não desejo a ninguém”, reconheceu.

“Há uma resistência que é necessária. Mas quando você atinge esse ponto, está fazendo isso por seu filho”, justificou.

Michael admitiu que nunca percebeu quanto “esforço” é necessário para ser pai até ter filhos: “Você tem que aprender a ter paciência”, afirmou.