Notícias às 17:31

Mick Jagger retorna ao cinema ao lado de Donald Sutherland

Reprodução/YouTube

Mick Jagger, vocalista do The Rolling Stones, voltou a se jogar no mundo da atuação. O cantor, que apareceu em produções entre os anos 1970 e 2000, está no longa ítalo-americano The Burnt Orange Heresy, com estreia marcada para esta sexta-feira (6), nos Estados Unidos.

Mick Jagger! 5 fatos curiosos sobre o astro do rock

Com direção de Giuseppe Capotondi, o retorno para as telas se deu a partir de 2018, quase duas décadas depois do último filme, quando o diretor soube do interesse do músico em voltar à ativa no mundo cinematográfico. Capotondi enviou a Jagger o roteiro do seu projeto e eles se encontraram no estúdio do roqueiro, em Londres.

"Fiquei muito nervoso com a ideia de conhecer Mick Jagger, mas no momento em que entrei no escritório dele, ele foi muito acessível e super gentil", disse o profissional. "Quando começamos a filmar, era como qualquer outro ator – não era como Mick Jagger, o astro do rock. Ele é muito profissional e sempre dizia: 'Posso fazer mais uma [tomada]?' ou 'Tudo bem?'", relatou Giuseppe em entrevista ao portal USA Today.

Luciana Gimenez posa descabelada: 'Momento Lucas Jagger'

Capotondi soube que Mick Jagger estava tentando voltar a atuar e enviou o roteiro para ele, após o qual eles se conheceram no escritório do roqueiro em Londres. "Fiquei muito nervoso com a ideia de conhecer Mick Jagger, mas no momento em que entrei no escritório dele, ele foi muito acessível e super gentil", diz Capotondi. "Quando começamos a filmar, era como qualquer outro ator – não era como Mick Jagger, o astro do rock. Ele é muito profissional e sempre dizia: 'Posso fazer mais uma (tomada)?' ou 'Tudo bem?'".

Segundo Mick Jagger, a decisão de atuar novamente demorou porque existia o problema da "preguiça e não conseguir um roteiro decente".

Luciana Gimenez faz declaração emocionante para os filhos

"Eu gostaria de ter feito muito mais, mas é um mundo engraçado, o cinema. Você não recebe tantas coisas interessantes; você recebe um monte de lixo que você poderia fazer se esse fosse o único emprego. Mas eu tenho outras coisas pra fazer", brincou.

Baseado no romance de 1971 de Charles Willeford, o thriller segue o crítico de arte James Figueras (Claes Bang) que viaja para uma vila italiana onde mora Joseph Cassidy (Mick Jagger), um ganancioso colecionador. Lá, Cassidy negocia com Figueras a oportunidade de entrevistar um renomado artista recluso, interpretado por Donald Sutherland, mas existe uma condição: Figueras deve roubar uma pintura para Cassidy.

Lucas Jagger: 'Lavo louca e faço minha unha'

No currículo de Jagger existem as obras Performance (1970), a série infantil dos anos Faerie Tale Theatre e o thriller de ficção científica de Freejack. Depois de aparecer em Confissões de um Sedutor, de 2001, com Anjelica Huston, ele deixou de atuar.