Notícias às 19:10

Moacyr Franco sobre Carlos Alberto: ‘Muito importante’

AgNews

Nesta quarta-feira (27), Moacyr Franco deu uma entrevista para a Rádio Jovem Pan e relembrou um episódio curioso de sua vida.

“Eu morri por cinco minutos, juro por Deus. Eu fiz uma operação na cabeça, tenho uma placa de ferro aqui na cabeça. Eu estava na Santa Casa de Santos. Não senti nada, para mim ocorreu tudo bem, tive alta e fui para a casa. Aí um dia meu filho me contou que estava em um avião ao lado de um médico que tinha me operado. E disse eu estava com seu pai o dia que ele morreu. Meu filho não entendeu, disse que eu estava vivo. Aí o médico contou que eu morri por cinco minutos. E todo mundo entrou em pânico na Santa Casa. As pessoas dizem que você vê um túnel e tem uma luz que você vai seguindo. Não teve nada disso. Eu apaguei e não senti absolutamente nada”, disse.

Durante a entrevista, o humorista também comentou sobre sua saída do SBT.

“O SBT era minha vida, estava lá há 20 anos. Era minha segurança econômica. Um dia, dois diretores me chamaram e disseram que tinham que me dispensar por um problema financeiro. Eu falei que assinaria outro contrato por 500 reais por mês porque precisava do plano de saúde. Eles não aceitaram. Aí eu disse que faria A Praça é Nossa de graça porque eu não podia sair do ar. Eles negaram, disseram que o Carlos Alberto não iria entender”, contou.

Para concluir, Moacyr falou de sua relação com Carlos Alberto de Nóbrega.

“O que eu acho do Carlos Alberto? Um amigo meu, mas nunca mais falou comigo depois desse dia. Quando cheguei a São Paulo, ele e o pai dele me acolheram, me tratavam como irmão. Eu devo demais a ele e tenho como um amigo muito importante”, disse.

Moacyr Franco comemora 60 anos com show especial