Notícias às 10:36

Moacyr Franco sobre saída do SBT: ‘Não podiam me dispensar’

Divulgação/Record TV

O Domingo Espetacular desta semana estará recheado de fortes emoções, inclusive com a presença de Moacyr Franco no quadro Por Onde Anda?

Neste domingo (04), uma entrevista com o ator vai ao ar, na qual ele relembrou histórias curiosas que marcaram sua carreira, a relação com o filho e sua saída da televisão, assunto que manteve um posicionamento bastante crítico.

“Cometeram uma grande gafe por me despedir. Eu tenho pena deles. Não é por mim, é por não saberem aproveitar o conteúdo. Eu sou uma pessoa que cria conteúdo”, afirmou ele sobre sua saída em 2019.

“Não podiam me dispensar, ao contrário, tinham que me chamar e dizer: ‘Moacyr, cria aí e traz ideia para gente”, completou.

Ainda, Moacyr lamentou não ter passado mais tempo ao lado da sua família.

“O que eu quero é que todo mundo saiba que eu me arrependo do pai que fui. Embora pareça ter sido bom, mas é preciso presença, escutar o filho”, disse ele.

Moacyr Franco comemora 60 anos com show especial
Famosos lamentam a morte de Maurício Sherman

Outros quadros do programa

Ainda nesta edição, a equipe da atração traz também uma reportagem sobre um mistério que já dura cinco anos. Um homem, que é dono de uma fortuna avaliada em R$ 130 milhões, sumiu sem deixar pistas. Agora os herdeiros brigam por seu dinheiro.

O programa apresenta também uma matéria sobre a mulher que quer ser reconhecida como filha de Cauby Peixoto. Os repórteres contam o que aconteceu com patrimônio deixado pelo artista.

Não perca:a revista eletrônica da Record TV relata a rotina de peritos que contam com cães treinados para farejar sangue e com um scanner que mapeia sangue em apenas quatro minutos.

O Domingo Espetacular vai ao ar às 19h45. A apresentação é de Carolina Ferraz e Eduardo Ribeiro.

Moacyr Franco se emociona em vídeo de despedida de Marciano
Após 40 anos, Moacyr Franco está de volta à Globo

Entrevista para a Jovem Pan

No último mês de dezembro, o humorista comentou sobre sua saída do SBT para a Rádio Jovem Pan.

“O SBT era minha vida, estava lá há 20 anos. Era minha segurança econômica. Um dia, dois diretores me chamaram e disseram que tinham que me dispensar por um problema financeiro. Eu falei que assinaria outro contrato por 500 reais por mês porque precisava do plano de saúde. Eles não aceitaram. Aí eu disse que faria A Praça é Nossa de graça porque eu não podia sair do ar. Eles negaram, disseram que o Carlos Alberto não iria entender”, contou.

Moacyr também falou de sua relação com Carlos Alberto de Nóbrega.

“O que eu acho do Carlos Alberto? Um amigo meu, mas nunca mais falou comigo depois desse dia. Quando cheguei a São Paulo, ele e o pai dele me acolheram, me tratavam como irmão. Eu devo demais a ele e tenho como um amigo muito importante”, disse.