Notícias às 20:40

Mônica Iozzi: ‘Bolsonaro foi bem mais inteligente do que eu’

Reprodução/TV Globo

Na noite desta terça (1º) para quarta-feira (02), Pedro Bial recebe Mônica Iozzi e Maria Bopp para entrevistar no programa Conversa com Bial, da TV Globo.

Ambas as artistas possuem passagem pelas artes cênicas, humor e sátira política, e segundo Bial, implodiram a lógica machista que permeia diversas carreiras femininas no mercado.

A artista comentou sobre como está sendo sua vida em meio a quarentena da pandemia do novo coronavírus, além relembrar seu início de carreira no programa CQC (Custe o Que Custar), da Band.

Na atração, ela fazia cobertura política e entrevistas com personagens importantes de Brasília, inclusive do atual presidente da República Jair Bolsonaro, gerando o questionamento de Bial sobre ele adorar dar entrevistas antigamente e detestar hoje em dia.

“Bolsonaro foi muito mais inteligente do que eu. Ele sabia que podia se utilizar da oportunidade que o programa proporcionava para espalhar o seu discurso. Ele ainda não era um cara muito conhecido, então para ele era bom”, afirmou Mônica Iozzi.

“Quem mais deu voz a Jair foi o CQC, a gente não pode se eximir dessa culpa e, sim, eu me arrependo de ter falado com ele tantas vezes”, completou ela.

Maria Ribeiro e Monica Iozzi fazem live sobre Fernanda Young

Otaviano Costa relembra Vídeo Show com Monica Iozzi: 'Sintonia'

Monica Iozzi está escalada para série em Portugal

Atualmente, Mônica Iozzi se encontra em Portugal, gravando uma participação na série A Crônica dos Bons Malandros, inspirada no livro de mesmo nome de Mário Zambujal, da emissora RTP.

A atriz está longe da TV desde que interpretou Kim na novela A Dona do Pedaço, exibida pela Rede Globo.

Na trama, um grupo de amigos decide assaltar uma coleção de joias para mudar de vida, mas nem tudo sai como planejado.

As gravações já começaram em Lisboa e devem ocorrer até meados de setembro. No Brasil, Monica comandará um programa no Canal Brasil.