Notícias às 14:00

Multishow transmitirá missa de sétimo dia de Paulo Gustavo nesta segunda (10)

Divulgação/TV Globo

Na manhã desta segunda-feira (10), uma missa em homenagem a Paulo Gustavo foi celebrada no Santuário Santa Dulce dos Pobres, em Salvador, na Bahia. Ele era benfeitor das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID). A cerimônia foi presidida pelo reitor do Santuário, Frei Giovanni Messias, com capacidade de público no local foi reduzida a 30%.

A missa foi transmitida pelas redes sociais. Mas quem não teve a oportunidade de conferir, na terça-feira (11), o canal Multishow exibirá a missa de 7º dia, às 18h30, diretamente do Cristo Redentor, na Zona Sul do Rio de Janeiro. A celebração também poderá ser acompanhada pelo Globoplay, que terá sinal aberto do canal especialmente para a ocasião.

Em comunicado, a família destacou que em forma de retribuição a todas as manifestações de carinho que têm recebido, eles dividirão a última homenagem com os fãs e admiradores do humorista que morreu na terça-feira (04) em consequência de complicações da Covid-19.

O Padre Omar, reitor do Santuário do Cristo Redentor e sacerdote da Arquidiocese, será o responsável pela celebração que terá duração de uma hora. O coro Bienias & Prim cantará ainda durante a cerimônia que reunirá em torno de 30 pessoas no platô do Santuário, um ambiente aberto obedecendo os protocolos sanitários internacionais de combate à pandemia e as normas da Arquidiocese do Rio e da Vigilância Sanitária.

Fé e benfeitorias

 

Há alguns anos, Paulo Gustavo ajudava financeiramente algumas obras sociais. Nos últimos meses, o artista fez diversas doações para auxiliar no combate à pandemia, doando cerca de R$1 milhão para ajudar no tratamento da doença. O humorista doou R$ 1,5 milhão para as “Obras sociais Irmã Dulce”, em Salvador, além de ajudar com R$ 500 mil reais para a compra de oxigênio durante a crise de saúde na cidade de Manaus, no Amazonas, em janeiro de 2021.

Durante a internação do ator, muitos fãs pediram a intercessão da santa brasileira, que enfrentou problema pulmonares ainda em vida. Maria Rita Pontes, superintendente da Obras sociais Irmã Dulce, contou que ele mesmo procurou a instituição antes de ser intubado.

“Meia hora antes de Paulo ser intubado, ele me mandou uma mensagem pedindo para que solicitássemos a interseção de Santa Dulce por ele, para que o ajudasse a curar o pulmão, enfim, estava precisando da ajuda dela”, disse.

“No início da pandemia, Paulo me ligou preocupado, perguntando se precisávamos de alguma coisa. Ele, que já estava ajudando comunidades carentes no Rio de Janeiro, nos ajudou com esta grande quantia financeira para adquirirmos equipamentos de proteção individual (EPIs) para funcionários, pacientes, compramos testes rápidos e testes PCR para utilizarmos nas obras sociais”.