Notícias às 17:24

Nego do Borel afirma: ‘Duda está mentindo’

Reprodução/Vídeo

Nego do Borel concedeu entrevista ao jornalista Leo Dias e negou veemente que tenha agredido a ex-noiva, Duda Reis.

Em vídeo, divulgado no site Metrópoles, o cantor diz não entender o motivo da influencer o estar acusando já que, segundo ele, ela tentava uma reconciliação.

Nego disse que viveu o pior dia de sua vida quando Duda o acusou de estupro e agressão.

"Fui pego de surpresa. Na verdade, eu nem sei quem é a Duda hoje. Ela foi na delegacia, ela me acusa de estupro. Eu nunca fiz isso. Isso é grave", afirmou.

Sobre as supostas agressões, Borel disse: “Ficamos juntos dois anos e oito meses. Ia fazer três anos agora. A gente tinha gostos diferentes. (…) As amizades eram diferentes. Discussão tem em todo relacionamento e eu sou uma pessoa que assim, onde eu cresci, eu tenho a oportunidade de aprender com a vida. Tudo para mim é muito novo…Muitas vezes discutimos. Mas, agressão, bater, isso nunca houve. Já discutimos, já segurei o braço forte, mas não assim como ela está dizendo.”

Ela diz que tem testemunhas, Nego do Borel contou que não sabe quem são essas pessoas.

"Tem gente que não gosta de mim, não sei. Às vezes, alguém que trabalhou comigo, saíram magoadas nesta relação profissional, não sei…Não sei quem são essas testemunhas."

Sobre traições, Borel admitiu que traiu Duda várias vezes.

Borel falou ainda até sobre doença sexualmente transmissível da qual ele foi acusado por Duda.

Confira:
 

Nego do Borel é proibido pela Justiça de citar Duda Reis

A revelação de que Duda Reis viveu um relacionamento abusivo com Nego do Borel continua tendo desdobramentos, inclusive na quebra de parcerias que o cantor possuía.

Porém, de acordo com o colunista Leo Dias, do site Metrópoles, a briga entre eles ganhou um novo capítulo na Justiça: o cantor está proibido de citar o nome da ex a partir desta sexta-feira (15).

Após Izabella Borges e Gizelly Bicalho, advogadas de Reis, entrarem com um pedido de medida protetiva urgente, o artista, além de não falar o nome de Duda, está proibido de se aproximar dela e da família, assim como de fazer contato com eles.

“Ante o exposto, concedo as seguintes medidas protetivas de urgência:

a) proibição de aproximação da ofendida, de seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, pela distância mínima de 500 metros;

b) proibição de contato com a ofendida, com seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros por qualquer meio de comunicação (e-mail, mensagem de texto, telefone, carta, redes sociais e, inclusive, interposta pessoa);

c) proibição de frequentação de locais que a ofendida, seus pais Simone de Carvalho Reis Barreiros e Luiz Fernando Luz Barreiros e irmã, Amanda Reis Barreiros, costumam ir ou estejam (residência, local de estudo, trabalho e/ou lazer), mesmo que tenham chegado anteriormente ao local”, afirma o processo.

“Ressalte-se que a medida protetiva de proibição de contato proíbe o requerido de ‘marcar’ o nome da vítima, e de seus familiares (pais e irmã) em postagens que ele faça em quaisquer redes sociais, bem como comente postagens de qualquer um deles ou envie qualquer tipo de mensagem”, completa o texto da ordem restritiva.

Após denúncia de Duda, polícia encontra arma de paintball na casa de Nego do Borel
Ex-affair de Nego do Borel se pronuncia após exposição de traições