Notícias às 15:20

Orlando Bloom posta foto peladão e fã pede: ‘Crie um OnlyFans’

Orlando Bloom de terno e pelado em fotomontagem
Reprodução/Instagram

Orlando Bloom chamou a atenção dos fãs no último final de semana e não estamos falando de algum trabalho ou divulgação que ele tenha feito. Ou melhor, até é uma divulgação, mas de sua forma física em dia.

Nas redes sociais, Orlando Bloom apareceu completamente nu, nadando em um lago em que ele não especifica onde é. Na legenda, ele publicou apenas emojis de gotas de água, enquanto recebeu uma enxurrada de curtidas e comentários.

Em um das imagens, ele cobriu o bumbum com o emoji de pêssego e Katy Perry, sua esposa, brincou nos comentários. “Amor, eu deixei você sozinho por dois dias”, se divertiu.

VEJA TAMBÉM

Príncipe Harry conta dica de Orlando Bloom para fugir dos flagras

Beste Friends? Filho de Faustão curte a mesma festa de Katy Perry e Orlando Bloom

Alguns fãs brasileiros, deram uma passada pela imagem e deixaram seus comentários.

“A família do outro lado do lago”, se divertiu com emojis dando risada.

“Não importa o que você poste, eu sempre olharei para você como um elfo”, fazendo referência ao papel do ator em Senhor dos Anéis e O Hobbit.

“Que peixão é esse, Brasil”, elogiou uma seguidora.

E uma mais assanhada afirmou: “Orlando, cria um OnlyFans”.

KATY PERRY FALA DA RELAÇÃO COM ORLANDO BLOOM E DEPRESSÃO

Durante entrevista ao programa The Howard Stern Show, Katy Perry comentou sobre sua depressão e o fato de Smile ter sido resultado de dois dos anos mais tristes da sua vida.

“Sempre tive uma coisa divertida com a minha música e perdi isso”, afirmou a artista, que atualmente está com 36 anos. Na época, ela fala sobre a capa do novo álbum (na qual é ela vestida de palhaço) e dizia que ele tinha uma mensagem subliminar.

A escolha visual foi uma metáfora a um período na qual se sentiu abalada psicologicamente, inclusive tendo se separado brevemente de Orlando Bloom.

“Um sorriso é uma indicação de problemas de saúde mental”, explicou ela, junto com o fato de lançar o álbum mês que vem ter tornado sua depressão debilitante por um tempo.

“Foi mais do que eu já havia enfrentado na minha vida. Eu já sofri de depressão antes, mas consegui evitar cair na depressão sombria fazendo música… é como todas essas coisas que você faz para se distrair, comer, trabalhar e arrumar um novo namorado, compras”, declarou Katy, que já tomou remédios antidepressivos.

“Eu tinha tanta vergonha de tomar remédios porque pensei tipo… ‘eu escrevi Fireworks’. Mas era uma daquelas coisas em que eu torcia um pouco o cérebro”, afirmou.

Ainda, somou-se o fato de o álbum Witness não atender às expectativas e de ter ficado quase um ano separada de Bloom.

“Você cria arte e fica animada por ser recebida pelo mundo. Quando não é bem recebido pelo mundo, quando é tipo ‘não, obrigado’, você pensa ‘Oh, sim, isso não parece bom’”, contou ela.

Questionada se sua luta contra a depressão interfere sem eu relacionamento, Katy garantiu que ocorre exatamente o contrário.

“Ele é o único que consegue lidar com isso e é por isso que estamos nessa posição. Eu mostrei a ele tudo e ainda o testo, e ele ainda aparece e ele ainda não se deixa abalar por isso, e é por isso que ele é perfeito para mim – porque eu sou muita coisa!”.

“Agora eu me apego a ferramentas mais naturais… sempre que sinto que vou dar um mergulho [na depressão], tudo bem, vamos voltar duas vezes meditando, voltando à terapia, talvez tentar hipnoterapia. Vamos procurar ferramentas mais antigas, porque acredito que nada é novo, apenas foi esquecido”, continuou ela, antes de afirmar que um milhão de seguidores nas redes sociais não é um fator terapêutico.

“Você deveria ver como eles ter tratam quando você escreve da maneira errada. Existe um nivelamento que acontece onde as pessoas colocam você em uma plataforma e querem ter certeza de que ainda têm o controle e o fazem absolutamente para testá-lo. O engraçado é que, vivendo sob um microscópio, você nunca viverá perfeitamente para os padrões de ninguém”, concluiu ela.