Notícias às 14:44

Pai de Rihanna está curado da Covid-19: ‘Temia o pior’

Reprodução/Instagram

A pandemia causada pelo novo coronavírus vem assustando milhões de pessoas. A doença já vitimou milhares de vidas mundo afora. Felizmente, outras se recuperam como é o caso de Ronald Fenty, pai de Rihanna.

Aos 66 anos, ele ficou internado, tratando-se em seu país, Barbados, no Caribe. Após receber alta, o senhor relatou ao The Sun tal experiência.

“Minha filha Robyn estava me vigiando todos os dias. Pensei que fosse morrer. Tenho que dizer, eu te amo muito, Robyn. Ela fez muito por mim. Agradeço tudo o que ela fez”, agradeceu ele.

Ainda segundo Ronald, a estrela da música mundial, doou um ventilador para o hospital, providenciando tudo que auxiliasse no combate da Covid-19. A situação dele era crítica.   

“Fiquei com muita febre. Eu temia o pior”, explicou.

Depois de ficar duas semanas no Centro de Isolamento Paragon, o pai de Rihanna foi declarado curado. Em casa, Fenty deixou uma mensagem.

“Quero que todos fiquem em casa. Esta é uma situação séria. Mais sério do que as pessoas imaginam. Por favor, fiquem em casa”, refletiu ele.  

Rihanna sobre novo álbum: ‘Estou tentando salvar o mundo’
Rihanna quer filhos e não descarta ser mãe solteira

Doação

 

Cada um está fazendo a sua parte no combate à pandemia do novo coronavírus, e Rihanna não ficou de fora. Por meio da Fundação Clara Lionel, criada por ela em 2012, a cantora doou U$ 5 milhões (mais de R$ 25 milhões) para ajudar no combate à doença.

O anúncio foi feito pela conta da fundação no Instagram e afirmou que a Organização Mundial da Saúde e grupos que trabalham pela saúde e alimentação das pessoas foram beneficiados com a quantia.

A doação também servirá para suprimentos médicos, manutenção de unidades de terapia intensiva, aceleração do desenvolvimento de vacinas, entre outras coisas.

"Nunca foi tão importante ou urgente proteger e preparar comunidades marginalizadas e carentes, aquelas que serão mais afetadas por essa pandemia", disse Justine Lucas, diretora executiva da fundação.

Coronavírus: como a doença afetou o mundo dos famosos
 

  • Ao redor do mundo a cada dia aumenta o número de casos de celebridades afetadas pelo Covid-19
  • Preta Gil contraiu o vírus depois de cantar no casamento de Marcela Minelli, irmã de Gabriela Pugliesi.
  • Fernanda Paes Leme e a própria Gabriela e sua irmã Ornella Minelli. também foram infectadas no casamento.
  • Programações de TV, produção e estreias no cinema e várias turnês e grandes eventos já foram cancelados.
  • Famosos se mobilizam ao redor do mundo fazendo doações para combater a pandemia.


 

Nota do editor: essas informações eram precisas no momento desta publicação. Continuamos a atualizar nossa cobertura de coronavírus à medida que aprendemos mais. Navegue com frequência em nosso site para obter as informações mais atualizadas.

Estrelas de Hollywood, atletas e membros da realeza representam um pequeno número dos mais de 1.000.000 de casos de coronavírus registrados em todo o mundo até o momento. Dada a rapidez com que o novo vírus se espalhou, são muitos os famosos que se declararam infectados, incluindo Tom Hanks, que foi a primeira celebridade a divulgar seus resultados positivos nos testes, o Príncipe Charles, além dos brasileiros Di Ferrero, Preta Gil, Dinho Ouro Preto, Leandro Lehart, Felipe Simas, entre outros. O primeiro ministro britânico Boris Johnson foi o primeiro líder mundial a contrair o vírus. De acordo com os Centros de Controle e Prevenção de Doenças, “o coronavírus se espalha principalmente de pessoa para pessoa ”, com sintomas que variam de febre, tosse e falta de ar.

Lollapalooza é adiado por conta do coronavírus

O nome coronavírus tem sido bastante pronunciado ultimamente. Ele foi “batizado” dessa maneira porque tem sua estrutura em formato de coroa. O vírus causador sofre mutações espontâneas e aleatórias, por isso ainda não há uma medicação certeira para combater a doença.

Saiba tudo sobre o coronavírus

 

Uma das prevenções mais eficazes contra o COVID-19 é lavar bem as mãos, incluindo dorso, embaixo das unhas e antebraço, usar álcool gel nos mesmos lugares, imediatamente após a lavagem. O álcool gel forma uma camada protetora e o vírus não resiste a ele, portanto, não consegue se fixar na superfície do corpo. Assim, evita-se de levar o vírus à mucosas. 

Coronavírus atrapalha grandes estreias do cinema

O coronavírus teve uma disseminação bastante rápida em várias partes do mundo, onde além de muita gente infectada, ocorreram várias mortes. A pandemia (enfermidade epidêmica amplamente disseminada) agiu rapidamente no mundo dos famosos também, infectando nomes bem conhecidos por todos nós.

Saiba quais celebridades brasileiras foram infectadas pelo coronavírus clicando aqui
Saiba quais celebridades internacionais contraíram a COVID-19 clicando aqui