Notícias às 02:00

Pinóquio de Guillermo del Toro tem parábola política

Grosby Group

Agora que a Disney anunciou que está em andamento a produção de um filme live-action de Pinóquio, possivelmente com Tom Hanks no papel do velho Geppetto, o cineasta Guillermo del Toro, que também vai levar seu projeto sobre Pinóquio à Netflix, revelou que 'foi a todos os estúdios de Hollywood' tentando vender sua ideia para um filme sobre o boneco, e que ninguém aceitou.

O cineasta de 54 anos vai levar o musical a Netflix, mas admite que não era a intenção original, já que ele foi negado pelos maiores estúdios de Hollywood antes de assinar com o serviço de streaming de vídeos.

Guillermo confessa que teve trabalho para vender seu remake da história italiana As Aventuras de Pinóquio – que foi transformado em um clássico animado da Disney em 1940 – porque seu projeto é uma parábola negra política 'durante a ascensão de Mussolini'.

Ele acrescentou: "Não é um Pinóquio para toda a família. É claro que é político. Pinóquio durante a ascensão de Mussolini, façam as contas. Um manequim durante o fascismo, sim, é político, por isso ninguém aceitou", justifica.