Notícias às 08:00

Plataforma Quibi tentou acordo com Harry e Meghan antes da Netflix

Reprodução

Quibi, a nova plataforma de vídeos e séries com episódios de curta duração, tentou assinar um contrato com o príncipe Harry e a duquesa Meghan antes deles fecharem um acordo milionário com a Netflix.

Markle e Harry anunciaram na quarta-feira (2) seu acordo com a Netflix, mas agora segundo o jornal New York Post, foi revelado que a plataforma rival, Quibi, tentou assegurar o mesmo acordo.

"Meg Whitman e Jeffrey Katzenberg foram ver Harry e Meghan para ver se eles assinariam o contrato… Mas não é surpresa que eles escolheram a Netflix", assegura.

Em um comunicado, o casal real disse: "Nossas vidas, independente um do outro, e como um casal, permitiram que entendessemos a importância do espírito humano: da coragem, resiliência e da necessidade de conexão. Através dos nossos trabalhos com diversas comunidades e seus ambientes, para mostrar as pessoas e as causas no mundo, nosso foco será criar conteúdos que informem, mas que deem esperança. Como pais pela primeira vez, fazer um programa familiar inspirador é importante para nós, assim como é poderoso contar uma história através de lentes confiáveis. Estamos felizes em trabalhar com Ted (Sarandos, co-CEO da Netflix e chefe de conteúdo) e com a equipe da Netflix vamos mostrar conteúdos impactantes que requerem ações".

Ted Sarandos disse em seu próprio comunicado: "Harry e Meghan inspiraram milhares de pessoas no mundo todo com sua autenticidade, otimismo e liderança. Estamos incrivelmente orgulhosos que eles tenham escolhido a Netflix como seu lar criativo – e estamos animados por contar histórias com eles que vão ajudar a criar resiliência".

Não se sabe qual o valor que Quibi ofereceu aos duques, mas de acordo com fontes, com a Netflix os Duques de Sussex vão embolsar aproximadamente US$ 75 milhões (R$ 405 milhões) por dois anos de contrato exclusivo.

Filho de Meghan Markle e Príncipe Harry ainda pode ser rei
Príncipe Harry faz homenagem para Princesa Diana

Conteúdo

Príncipe Harry e Meghan Markle deixaram a realeza britânica, oficialmente, em abril. E ao que parece, o casal já tem novos planos.

De acordo com o jornal The New York Times, o casal assinou um contrato com a Netflix para a produção de documentários, séries, filmes e até programas infantis.

Atualmente, Harry e Meghan vivem na California com o filho Archie, de um aninho. O casal fundou uma produtora que ainda não teve o nome revelado.

“Nosso foco será a criação de conteúdo que informa, mas também dá esperança. Como novos pais, fazer uma programação familiar inspiradora também é importante para nós”, disseram eles, em comunicado.

Os Duques conversaram com Apple, Disney e NBC antes de decidir fechar o acordo com a plataforma de streaming. Ted Sarandos, co-presidente e diretor de conteúdo da Netflix comemorou a decisão.

"Estamos incrivelmente orgulhosos por eles terem escolhido a Netflix como seu lar criativo e animados em contar histórias com eles que podem ajudar a construir resiliência e aumentar a compreensão para o público em todos os lugares”, afirmou.