Notícias às 13:50

Pocah revela data do casamento com Ronan Souza

Reprodução/Instagram

Vai ter casório! Pocah revelou que o seu casamento com Ronan Souza, que pediu a sua mão ao vivo durante o café da manhã com Ana Maria Braga, vai acontecer ainda esse ano. Em entrevista ao canal de Matheus Mazzafera, a ex-BBB revelou que não pretende esperar muito para casar no papel, mas afirmou que a festa talvez tenha que esperar até 2022.

"A gente pretende casar no civil esse ano e esperar a pandemia [passar] para fazer festa", disse ela. Ronan garantiu que será um evento memorável: "Até porque vai parar o Brasil. Três dias de festa".

A ex-BBB ainda adiantou alguns convidados especiais. "Ferrugem já está confirmado que vai cantar e tem mais algumas pessoas também que a gente pretende chamar para cantar", explicou. Emocionada, ela elogiou a filha Vitória, de cinco anos, e disse que ficou perplexa quando deixou o programa.

Recentemente, a cantora relembrou os ataques recebidos pela pequena enquanto ela ainda estava confinada e não conteve as lágrimas ao falar das mensagens ofensivas que leu.

Pocah cai no choro ao relembrar ataques racistas à filha

Emoção! No “Altas Horas”, da Tv Globo, Pocah foi às lágrimas ao assistir a uma convidada comentar sobre a sua transição capilar.  Serginho Groisman, então, questionou o motivo e a funkeira não conteve o choro ao falar dos ataques racistas sofridos pela filha Vitória, de apenas cinco anos, durante o período em que esteve confinada no “BBB21”. 

"A Vitória tem cabelos lindos, acho minha filha perfeita e não é porque é minha filha, não. Linda e maravilhosa. Uma das piores coisas que encontrei aqui fora foi saber que a minha filha foi vítima de racismo", disse a ex-BBB, novamente chorando.

Pocah ainda contou que está fazendo o máximo para que Toyah, apelida dado pela família, não fique sabendo dos ataques.

“Nenhuma mãe está pronta para ver um filho passar por isso. Ninguém está pronto para viver isso. Ninguém está pronto para ser machucado, para sofrer preconceito, racismo”, afirmou. "É um crime e todas essas pessoas que fizeram isso com uma criança de cinco anos devem pagar por isso, pelo dano que estão causando na minha família", acrescentou.

A cantora afirmou estar buscando forças para lutar contra o que aconteceu. "Foram palavras muito cruéis, pesadas. Não sei como essas pessoas conseguem dormir. (…) Estou disposta a lutar contra, sempre fiz parte e achei necessário usar a minha voz, visibilidade para lutar contra o racismo. Agora tenho um motivo muito maior que pretendo seguir", declarou.

 Jogo sujo! Após ataques racistas à filha de Pocah, haters são identificados

A discussão entre Juliette e Pocah após a formação de paredão no domingo (18) e novamente na segunda-feira (19), fez com que fãs exaltados e maldosos da paraibana atacassem cruelmente a filha da funkeira, Vitória, de apenas 05 anos.

No perfil oficial de Pocah no Instagram é possível conferir alguns dos insultos e ofensas racistas à menina, que não tem nada, absolutamente nada, a ver como jogo. E mesmo se tivesse…

Ronan Souza, marido de Pocah, disse que já conseguiu identificar alguns dos responsáveis pelos ataques e ressaltou que vai acionar a justiça,

Tudo sobre o BBB21

"Vocês que foram no perfil da vitória falar mer** para uma criança, joga o chip fora, já achei 4 de vocês. João Pessoa, Florianópolis e 2 do Rio. Já já tem uma surpresinha", escreveu ele em seu Twitter.

Além de expor prints das ofensas, Ronan, que administra o perfil da cantora, fez um longo desabafo em forma de protesto e indignação,

“É louco pensar que essas mensagens, direcionadas a uma criança de 5 anos, são motivadas exclusivamente porque a mãe dela resolveu… votar em um jogo de votação, né? O que está acontecendo no mundo? O que está acontecendo com as pessoas? Racismo é crime! Um crime sendo cometido sob os nossos olhos por contrariar os gostos de um público de Reality show. Desumano! Imoral!”.

“Independente de torcida X ou Y, de emoji, ou o que quer que seja. O que está em jogo aqui é o conteúdo cerimonial das mensagens. E as medidas legais serão tomadas! É revoltante. Quando recebi os prints, minha primeira reação foi vomitar. Vomitei como se meu corpo estivesse tentando jogar a experiência de ter lido isso para fora.”, escreveu Ronan.

“Precisamos repensar o que é ser gente! Porque lendo a isso, eu mesmo me questiono: somos todos gente? Somos realmente da mesma espécie? Eu custo a acreditar!”, finalizou.