Notícias às 19:01

Polícia ainda investiga incêndio criminoso na casa de Beyoncé

Beyoncé de roupa de oncinha

Reprodução/Instagram

O incêndio que ocorreu na casa de Beyoncé e Jay-Z, na semana passada, ainda está sendo investigado, mas as autoridades já informaram que se tratou de um ‘incêndio criminoso’.

A mansão de estilo barroco-espanhola, avaliada em US$ 2,4 milhões de dólares e localizada no Garden District de Nova Orleans, Louisiana, pegou fogo na quarta-feira 21 de julho à noite, e os funcionários locais disseram ao site americano TMZ que o incêndio foi classificado como intencional.

O Departamento de Polícia de Nova Orleans recebeu informações de que viu uma pessoa atuando de modo suspeito próximo a casa pouco antes de começar o incêndio e, quando chegaram lá, descobriram que a propriedade tinha sido incendiada.

Segundo o jornal The Independent, o fogo começou na cozinha, onde encontraram livros jogados dentro de um forno. Também informaram que descobriram uma lata de gasolina na casa.

De acordo com as notícias, 22 bombeiros demoraram duas horas para extinguir as chamas, e as coisas teriam sido piores se não houvesse uma resposta rápida por parte deles.

Veja +: Mariah Carey cai em ‘olho do furacão’ ao deixar gravadora de Jay-Z

SUSTO!

De acordo com o jornal The New York Post, a mansão de Beyoncé e Jay-Z, avaliada em R$15 milhões, pegou fogo dia 21 de julho. O imóvel luxuoso foi comprado pelo casal em 2015.

No momento dos acontecimentos, testemunhas afirmaram:

“Se eles não tivessem chegado na hora certa, teria sido muito pior. É uma casa histórica”, divulgou o jornal, que garantiu que não houve feridos.

O fogo foi contido totalmente por volta das 20h30.

A mansão de 1.400 metros quadrados, possui seis quartos, seis banheiros, e foi construída em 1927 como uma igreja presbiteriana.

Anteriormente, o imóvel já foi usado também como uma escola de balé e foi transformado em uma casa em 2000.

Veja +: Instituição de Beyoncé faz homenagem à importante cantora brasileira