Notícias às 21:54

Prêmio Multishow 2020: ‘Não tiro a máscara. Podem me demitir’, diz Tatá

I Hate Flash/Divulgação

Momentos antes de entrar no palco para comandar o 27º Prêmio Multishow, ao lado de Paulo Gustavo e Iza, Tatá Werneck conversou com os profissionais do canal e fez uma revelação a respeito dos cuidados com sua saúde.

“Estou muito ansiosa e já aviso que não vou tirar a máscara por nada! Podem me demitir”, brincou Tatá, que já havia relatado que virou a ‘louca do álcool em gel’, tudo por conta da pandemia do coronavírus.

Iza também chegou a falar de sua estreia com apresentadora do Prêmio.

“Estou super ansiosa. É muita responsabilidade. Este ano 2020 é uma ano atípico para todos nós e sei da importância deste prêmio. A importância da música”, disse.

Neste ano, o evento contou, pela primeira vez,  com performances musicais espalhadas em cinco estados: Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia, Ceará e Minas Gerais.  

No Rio de Janeiro, se apresentaram Lulu Santos, Teresa Cristina, IZA, Ludmilla, Dilsinho, Lexa, Kevinho e Pedro Sampaio. Na Bahia, uma estrutura foi montada para receber a performance de Ivete Sangalo. Já no Ceará, em Fortaleza, quem se apresentou foi Wesley Safadão. Enquanto isso, Minas Gerais foi palco de Skank e Jota Quest. A capital paulistana teve a performance de Luísa Sonza, que dividiu o palco com MC Zaac – seu parceiro no single Toma.

Tatá Werneck não aguenta tamanha fofura da filha Clara Maria
Rafa Vitti acaba comendo o bagaço da laranja da filhota Clara

Paulo Gustavo e Tatá Werneck nos bastidores do evento