Notícias às 04:00

Príncipe Harry diz que o exército mudou sua vida

Reprodução / Instagram

O príncipe Harry contou que servir ao exército britânico mudou sua vida 'para melhor'. O duque de Sussex de 36 anos serviu o exército por 10 anos – incluindo duas idas ao Afeganistão – e ele disse que sua experiência nas forças armadas inglesas fez dele quem ele é hoje, e o ensinou lições importantes sobre resiliência e força. 

Conversando no 14º Stand Up Anual para Heróis, em apoio aos militares e veteranos, ele afirmou: "Sou muito grato por ser parte disso essa noite, por uma causa tão próxima do meu coração. A minha experiência militar me transformou em quem eu sou hoje. Também me conectou com as pessoas mais fortes, engraçadas e memoráveis que eu já conheci. Uma vez que você se junta a esse time, sempre será parte desse time. Uma vez que servimos juntos, estamos sempre servindo, e somos orgulhosos disso."
 

Harry também elogiou o sacrifício feito por aqueles que serviram o exército, e admitiu que o esforço deles raramente é reconhecido. 

Ele acrescentou: "Na guerra, você vê coisas que espera que mais ninguém tenha que ver. Você se prepara o máximo possível, mas a verdade é que ninguém consegue te preparar. Muita coisa é sacrificada sem reconhecimento, e muitas vidas foram mudadas para sempre. Eu quero homenagear o legado desses homens e mulheres que desistiram de tantas coisas, desde tempo com a família até aniversários perdidos, e até mesmo nascimentos perdidos. Alguns perderam algumas costelas, outros perderam a vida". 

Ignorado pela família real

O príncipe Harry recebeu um tremendo desprezo por parte de sua família durante a comemoração do Remembrance Day (Dia da recordação, dia dos veteranos), isto devido a sua decisão de abandonar suas funções como membro da realeza. 

O Dia dos Veteranos é uma data na qual a família real inglesa comemora com muito respeito os militares e civis que morreram durante as duas guerras mundiais na qual participou a comunidade britânica. 

A rainha Elizabeth II, o príncipe Charles e os duques de Cambridge compareceram à celebração vestidos de luto rigoroso, e ofereceram coroas de flores vermelhas. 

Para a ocasião, asseguram que Harry fez uma oferenda floral e pediu que seus familiares colocassem seu nome, algo que supostamente eles se negaram a fazer, como represália por ter abandonado suas funções como membro da família real. 

Esse suposto incidente foi relatado pelo jornal The Times, mas isso não deteve os duques de Sussex. 

O casal cortou flores vermelhas de seu jardim em sua casa na Califórnia e depositaram nas tumbas de militares canadenses e australianos que serviram a Força Real Aérea Australiana e a Artilharia Real Canadense, que morreram cumprindo seu dever.