Notícias às 02:00

Rainha de The Crown sai em defesa de Meghan Markle

Reprodução/Instagram

Desde que a entrevista bombástica de Meghan Markle e Príncipe Harry com Oprah Winfrey chegou à TV muitos rostos famosos ficaram do lado dos Duques de Sussex, incluindo a atriz Olivia Colman, que interpreta a rainha Elizabeth II na série The Crown, da Netflix. 

Durante a entrevista, o casal falou sobre o quão mal eles foram tratados pela mídia e como eles ficaram desapontados por não receberem qualquer 'proteção' de dentro do palácio. 

Colman, de 47 anos, defendeu publicamente Meghan Markle, chamando os meios de comunicação britânicos de 'malvados'. 

"São simplesmente malvados… (a mídia) são maus com eles. ", criticou. 

A rainha fictícia continuou falando sobre como é injusto que Meghan e Harry estejam constantemente sob tanto escrutínio. 

“Tudo o que eles fazem… eles saem de casa e é algo. Eu não sei por que eles são tão maus com outro ser humano. Sempre me pareceu estranho isso", comentou em entrevista ao jornal Herald Sun. 

Olivia também confessou que acha 'um pouco bizarro a Rainha ainda ser chefe de estado (na Austrália)'. 

Alguns australianos consideraram preocupantes o comentário sobre racismo dentro do palácio: 

"As alegações de que um membro da família real expressou preocupação com a cor da pele de Archie prejudicou seriamente a reputação da monarquia na Austrália. Se as consequências serão ou não suficientes para a Austrália deixar a Comunidade, ainda não se sabe.", comentou uma fonte. 

Nova equipe

Uma vez mais Meghan Markle e o Príncipe Harry estão supostamente fazendo mudanças drásticas em seu círculo profissional. Segundo o jornal Daily Mail, depois que a chefe de equipe de sua fundação Archewell , Catherine St-Laurent, deixar o cargo no começo desta semana, outro consultor importante foi despedido pela Duquesa de Sussex. 

Uma fonte do tabloide inglês informou que Markle cortou relações com seu agente Nick Collins, que fazia parte de sua equipe inicial de conselheiros quando a atriz trabalhava na série Suits. 

Fontes afirmam que a razão para as saídas repentinas se deve ao fato de os Sussex estarem criando uma nova equipe interna de relações públicas, que gerenciará seus negócios milionários com a Netflix e o Spotify. 

Mas não houve drama nessa separação já que Nick continua sendo um bom amigo da Duquesa e até mesmo compareceu ao casamento dela com o Príncipe Harry em 2018. Ele continuará em um papel de 'consultor' no futuro através de sua Agência de representação, Gersh. 

Um informante comentou: "Os Sussex estão aparentemente assumindo Hollywood e precisam de um novo 'time dos sonhos' para fazer suas negociações. É um desenvolvimento muito estranho, realmente. Nick tem sido um amigo leal e confidente de Meghan e Harry nos últimos anos. Sua experiência e conhecimento de assuntos de negócios em Hollywood e lista de contatos são surpreendentes. Embora no papel ela não estivesse aceitando ofertas de trabalho como atriz, outras oportunidades de trabalho e papéis surgiram por meio da Gersh”, acrescentou. 

Sobre Catherine St-Laurent,, sua saída também não teve drama. De acordo com o jornal Express, Harry e Meghan Markle emitiram um comunicado, no qual elogiaram Catherine por seus esforços e, ao mesmo tempo, confirmaram que ela também assumirá uma função de consultora. 

“Ela continuará a trazer orientação estratégica de alto nível para Archewell, que ela ajudou a lançar e construir ao longo do ano passado”, afirmaram os Sussex.

Príncipe William é o homem careca mais sexy do planeta
Após polêmica sobre Meghan Markle, Sharon Osbourne deixa programa
Chrissy Teigen revela lugares em que fez sexo com John Legend