Notícias às 08:00

Rainha Elizabeth II anda deprimida

Reprodução/Instagram

A atual situação com a pandemia, a saída do príncipe Harry como membro-senior da família real e recentemente a hospitalização do príncipe Philip, deixou a rainha Elizabeth II bastante abalada, segundo fontes. 

De acordo com a revista People, apesar de ter o duque de Edimburgo de volta em casa, a monarca inglesa está se sentindo 'incrivelmente isolada e oprimida'. 

"Com Philip fora de ação, a Rainha está se sentindo extremamente sobrecarregada. Ela sempre foi a chefe do país e o príncipe Philip sempre foi o chefe da família, e ele não está lá para ser isso – então tudo está caindo sobre os ombros dela. Deve ser um lugar incrivelmente solitário para se estar", comentou a fonte. 

E com o lockdown e os riscos com o coronavírus, Elizabeth deixou de receber a visita de familiares e até de amigas de sua infância, como sua prima, a Princesa Alexandra, de 84 anos. 

Outra  fonte do jornal Daily Star afirmou que a avó de Harry e William está se sentindo sozinha e deprimida: 

"Ela não é como antes, em seu olhar se nota essa tristeza", justifica o informante. 

Alega-se que, enquanto estava no hospital, Philip chamou seu filho, o príncipe Charles, para discutir o futuro da monarquia. 

Principe Harry consegue emprego em startup após briga com família real
Príncipe William está muito magoado com Harry

Alta

O Príncipe Philip, marido da Rainha Elizabeth II, deixou o Hospital King Edward VII, no centro de Londres, na manhã desta terça-feira (16) depois de 28 dias internado. Segundo o jornal The Mirror, o Príncipe teria saído do local por volta das 10h30 (horário local) no banco traseiro de uma BMW preta, acompanhado pelo motorista e muitos seguranças. 

O Duque de Edimburgo, que completa 100 anos de idade em junho, precisou dar entrada no hospital em 16 de fevereiro depois de um mal-estar. O motivo da internação seria uma infecção e ele chegou a ser transferido temporariamente para o Hospital St. Bartholomew, um dos principais centros especializados em cardiologia do Reino Unido. No local, Philip realizou uma cirurgia no coração no dia 3 de março para resolver um problema pré-existente. 

Ao deixar o hospital, foi de encontro à Rainha no Castelo de Windsor, onde o casal permaneceu recluso durante a pandemia de Covid-19.