Polêmica às 14:00

Representantes de Johnny Depp emitem declaração e falam da ‘atuação’ de Amber Heard

Amber Heard no estrado
Foto: Reprodução/YouTube

Depois do polêmico primeiro dia de fortes alegações de Amber Heard sobre seu tempo com Johnny Depp, que inclui abusos detalhados e bizarros, os representantes legais dos atores emitiram declarações em meio ao julgamento por difamação em andamento.

Leia+: Amber Heard revela que Johnny Depp buscou drogas dentro do seu corpo

Na sexta-feira (6 de maio), as respectivas equipes jurídicas do ator de 58 anos e da atriz de 36 anos divulgaram declarações após o testemunho explosivo de Amber um dia antes.

“Como o advogado de Depp previu corretamente em suas declarações de abertura no mês passado, a Sra. Heard realmente apresentou ‘o desempenho de sua vida’ em seu exame direto”, disse um representante de Johnny à revista People, alfinetando a ‘performance’ que ela fez no estrado da corte.

“Enquanto as histórias da Sra. Heard continuaram a crescer com detalhes novos e convenientes, as lembranças do Sr. Depp permaneceram exatamente as mesmas ao longo dos seis anos dolorosos desde que suas primeiras alegações foram feitas”, continuaram. “Sua verdade – a verdade – é a mesma, não importa o ambiente em que tenha sido apresentada.”

A declaração concluiu: “O próximo interrogatório da equipe do Sr. Depp será muito revelador e certamente destacará as muitas falácias que a Sra. Heard agora tentou passar como fato ao longo de seu depoimento complicado”, assegura.

Leia+: Amber Heard revela uma das agressões de Depp, por ciúme

Em resposta, a equipe da estrela de Aquaman disse à People: “Como evidenciado pela declaração recém divulgada, a alegação de difamação do Sr. Depp está desmoronando tão rapidamente que seu advogado está se transformando de promotor em perseguidor. Eles se gabam de que a história do Sr. Depp não mudou. Se assim for, uma vez que ele perdeu a Ordem de Restrição de Violência Doméstica e perdeu estrondosamente o caso de difamação no Reino Unido, talvez ele devesse considerar uma nova estratégia em vez da abordagem reciclada de atacar a vítima e recusar-se a assumir a responsabilidade por sua própria conduta”, o representante continuou.

“Se o Sr. Depp era realmente inocente, por que ele repetidamente se desculpou com a Sra. Heard e prometeu afastar o ‘monstro para sempre’?”, disse o porta-voz, acrescentando que uma das “decepções” de Amber é a ‘incapacidade de Johnny de distinguir fato de ficção’ – uma doença que parece ter se espalhado para sua equipe jurídica. Essa mesma equipe está tão em pânico que está lutando com unhas e dentes para impedir que evidências e fotos convincentes sejam apresentadas. Não é de admirar que Depp não tenha coragem para sequer olhar para a Sra. Heard durante todo o processo – como não pôde no julgamento do Reino Unido – e, em vez disso, ele rabisca e ri”, dizia o comunicado. “O comportamento de Depp neste julgamento foi tão lamentável quanto em seu casamento. Aparentemente, eles sentem que devem dobrar sua estratégia de duas partes comprovadamente perdedora: distrair o júri e demonizar a vítima.”, alegam.

Leia+: Amber Heard despediu equipe de relações públicas

Johnny Depp processou Amber Heard em 2019 por causa de um editorial publicado no Washington Post, no qual ela aludiu a alegações que fez contra ele no passado e disse que se tornou “uma figura pública que representa abuso doméstico”.

Johnny respondeu ao artigo com seu processo de US$ 50 milhões, alegando que por causa do que ela escreveu, ele foi ‘cancelado’ e perdeu todos os seus contratos em Hollywood.

O julgamento vai ter uma pausa de 10 dias, e Amber Heard e Johnny Depp só voltam ao estrado dia 16 de maio.

REVELAÇÕES

Parece que o cerco está se fechando para Amber Heard em seu julgamento, onde Johnny Depp a acusa de difamação e pede uma indenização de US$ 50 milhões por chama-lo de ‘abusador de mulheres’, fazendo com que o astro de Hollywood perdesse vários trabalhos.

Leia+: Elon Musk é o novo dono do Twitter

Com tantas provas e declarações contra a atriz, o ator tem conseguido dividir opiniões, e esta semana no tribunal, Depp deu a entender que o pai de Oonagh Paige Heard, a filha pequena de Amber, que nasceu através de barriga de aluguel, é na verdade filha do bilionário Elon Musk.

Johnny divulgou algumas pistas que provariam que o doador de esperma poderia ser o dono da Tesla, apesar de Heard ser a única guardiã legal da criança nos documentos.

Na corte Johnny Depp conseguiu provar que Amber foi infiel a ele com o empresário [imagens dos dois no elevador do prédio de Johnny Depp foram apresentadas na corte] e que uma vez separados, ambos mantiveram um relacionamento. E agora a teoria de Depp de que Elon é o pai de Oonagh, não parece tão estranha assim.

Leia+: Johnny Depp viraliza no tribunal fazendo desenho

Segundo o jornal “The Mirror” uma das brigas entre Elon Musk e Amber Heard quando eles terminaram o namoro, foi justamente por conta dos embriões que eles teriam feito enquanto ainda estavam juntos. A publicação revela que Musk queria processar Amber para forçá-la a destruir os embriões. Para Depp, Oonagh é prova de que Amber não o fez.

Johnny Depp também testemunhou na corte essa semana sobre sua amizade com o ator Paul Bettany e ele falou como sua ex-esposa, Amber Heard, se sentia sobre o ator. A estrela de “Piratas do Caribe”, de 58 anos, disse que Paul e Amber não se davam bem. Durante seu testemunho, Johnny contou uma história sobre o que teria acontecido quando Paul, casado com a atriz Jennifer Connelly, e sua família se juntou a ele e Amber em uma ilha privada.

Leia+: Filha de Alec Baldwin defende Johnny Depp

“A sra. Heard odiava o sr. Bettany principalmente porque nós éramos bons amigos, e para ela, ele era uma ameaça e me tiraria de perto dela. Independente se Paul Bettany estava recebendo a minha atenção, isso causou todo tipo de situação desagradável. Quando estávamos na ilha com o sr. Bettany e sua esposa, e seus quatro filhos também, a sra. Heard e o sr. Bettany começaram a discutir durante o almoço. Eu me lembro que sempre que o sr. Bettany tentava falar algo, ela falava mais do que ele e se tornava rude”, contou Depp.

Leia+: Johnny Depp desabafa na corte: ‘ela me tirou tudo’

Johnny continuou: “Ela era má e gritava, e então acho que o filho de 18 anos dele queria ir embora… Ele entrou na conversa porque tinha algo a ver com a escola que ele estudava e ele sabia sobre aquilo. Ele deu sua opinião e a sra. Heard diminuiu o jovem ao ponto dele começar a chorar e sair de perto dela. E foi naquele momento que eu conversei com ela e disse: ‘Isso é inaceitável, esse comportamento é inaceitável, você não tem o direito de fazer isso com aquele menino, você não pode estar sempre certa, você deveria tentar estar errada às vezes, porque poderia aprender algo’”, Johnny disse, e acrescentou que foi naquele momento que entendeu que o melhor seria que eles saíssem da ilha.

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!