Notícias às 14:00

Rita Lee terá exposição sobre sua vida e carreira em São Paulo

Divulgação/Guilherme Samora

Rita Lee, a roqueira, mãe e grande popstar do Brasil, será homenageada, em meados do segundo semestre, com uma exposição sobre sua vida e carreira em São Paulo.

A curadoria é de João Lee – filho do meio de Rita e Roberto de Carvalho – e a direção artística é de Guilherme Samora – estudioso do legado cultural da cantora. A exposição está sendo desenvolvida pela produtora Dançar Marketing, através da plataforma Samsung Rock Exhibition.

Rita mantém grande parte dos figurinos de seus shows e outros itens de carreira muito bem guardados.

A mostra seguirá todas as recomendações e protocolos dos órgãos de saúde quanto à pandemia de Covid-19, tais como a limitação no número de visitantes simultâneos, a realização de eventos cerimoniais e coletivas de imprensa de maneira digital, além do controle profilático de visitantes, como tem acontecido nas demais exposições na cidade.

Rita Lee aparece pela primeira vez após diagnóstico de câncer

Deitada na cama, com o olhar focado na câmera. Foi assim que Rita Lee surgiu na noite de terça-feira (01), pela primeira vez desde a revelação de que se trata de um câncer no pulmão. A cantora de 73 anos foi clicada pelo marido, Roberto de Carvalho, e o post acalentou os corações dos fãs e seguidores. 

Não faltaram comentários de incentivo e apoio à artista. Evandro Mesquita, Sarah Oliveira, Cissa Guimarães, entre outros, registraram o carinho à cantora.

Tumor primário

 

No último dia 20 de maio, a equipe de Rita Lee anunciou nas redes sociais da artista que ela foi diagnosticada com tumor no pulmão esquerdo, após passar por exames de rotina no hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Com histórico de câncer na família, Rita retirou as mamas em 2010. 

"Nossa Rita submeteu-se a um check-up no hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. Os exames apontaram um tumor primário no pulmão esquerdo", dizia o comunicado, que citava ainda que a artista estava "bem assistida por uma junta médica". 

Semana passada, Roberto de Carvalho postou uma declaração de amor à mulher. 

“Aproveito para dizer que amo profundamente minha mulher, e o que eu puder fazer para que ela fique boa, em ações e orações, farei, com muita determinação, foco, fé, carinho e dedicação, como sempre fiz.

Obrigado a todos pelas inúmeras mensagens de apoio, solidariedade, e continuemos nesta corrente positiva porque os resultados positivos já existem e são substanciais”, escreveu.