Notícias às 11:05

Rob Kardashian não precisa mais pagar pensão alimentícia

Reprodução/Instagram

Blac Chyna e Rob Kardashian colocaram fim em sua disputa pela guarda e pensão de Dream Kardashian antes de finalizar 2020. O ex-casal terá guarda compartilhada da menina de quatro anos.  Chyna e Rob decidiram parar a briga e aceitaram dividir seu tempo com Dream, e agora ambos vão dividir as férias e feriados, e também concordaram que ficarão com ela em semanas alternadas. 

O ex-casal – que teve Dream em novembro de 2016 – conseguiu chegar a um acordo 'sem intervenção da corte', de acordo com a revista US Weekly.

Nos documentos pode-se ler: "Começando no dia 2 de dezembro de 2020 e nas semanas alternadas após isso, o requerido (Kardashian) terá a custódia da menor de quarta-feira das 10 da manhã até às 10 da manhã de sábado, e a requerente (Chyna) terá a custódia da menor de sábado às 10 da manhã até terça-feira às 10 da manhã, começando no dia 5 de dezembro de 2020".

O fato surpresa é que Blac Chyna não pediu pensão a Rob para a menina. 

A estrela do extinto reality show Rob and Chyna disse que 'a melhor coisa' era não precisar criar seus filhos sozinha, mas fontes criticaram a artista por reclamar publicamente, e insistiu que ela nunca pediu ajuda depois de um juiz fixar que nem ela e nem Rob precisavam pagar pensão. 

Uma fonte disse em setembro: "Em março do ano passado um juiz disse que Rob (que nenhum deles, na verdade), precisava pagar pensão. Essa regra ainda é válida e não mudou. Chyna não pediu pensão desde aquela época. O fato de que ela continua trazendo alegações falsas ao caso, que já foi determinado, não é legal". 

Antes disso foi explicado que o ex-casal tinha chegado a um "acordo final de custódia" com a ajuda dos seus advogados e um juiz privado aposentado. 

Uma fonte disse na época: "Eles concordaram em ter uma guarda compartilhada, mas é verdade que Rob vai ficar mais com Dream. Rob não precisa mais pagar US$ 20 mil para Chyna todo mês. Eles concordaram que vão comprar o que Dream precisar quando a menina estiver com eles e qualquer outra despesa (escola, médica) será divida pela metade".