Notícias às 09:10

Samara Felippo posa com a barriguinha saliente e faz reflexão sobre padrão de beleza

Reprodução/Instagram

Em suas redes sociais, Samara Felippo sempre faz algumas reflexões sobre o padrão de beleza imposto na sociedade.

Na última terça-feira (2), em sua conta no Instagram, a atriz compartilhou uma foto em que aparece de biquíni e deixando à mostra a barriga saliente.

Na legenda, ela publicou um texto de Mariana Bandarra sobre o assunto.

“A barriga é proibida. Perseguida. Alvo de artilharia e de armas químicas. A guerra contra a barriga é antes de tudo uma guerra contra o ser mulher. Qualquer que seja sua forma ou tamanho, é na barriga das mulheres que nasce a vida, o riso, a criação. Amar a barriga é transgressor. É um ato revolucionário de cura”, começou ela.

Em seguida, o texto fala como desde cedo as mulheres são ensinadas a se cobrirem.

“Dentro e fora do padrão, somos ensinadas desde cedo a ocuparmos o mínimo possível de espaço. Meu lugar no mundo é este aqui: pontuado pelo escuro do meu umbigo. Cobrir e esconder o volume que o meu corpo ocupa não reduz meu tamanho no espaço. É o corpo que delimita a parte que me cabe, ínfima e imensurável. A barriga é luminosa. Sou uma mulher, mas sou também muitas. A barriga lembra. Trespassada pelo plexo solar, ela catalisa o poder pessoal, a consciência visceral. Dela vem uma força ancestral de movimento e de vitalidade pura, selvagem. A barriga é inteligente e também sensível. A barriga quer ser amada”, escreveu.

Para concluir, o texto afirmou que nosso corpo é sagrado.

“É na barriga que a intuição me agarra, que o friozinho do desejo verdadeiro me estremece. É dentro dela que aquilo que me nutre borbulha lentamente para alimentar minhas criações. A barriga é uma usina de transformação. Um portal entre o imaterial e o material. Mais do que permitida, a partir deste momento eu declaro que a barriga é sagrada. Ungida com óleo e carícias, nutrida de sementes e calor. Uma vez, quando eu era criança e não tinha medo de pedir o que eu queria, um homem perguntou se eu tinha o rei na barriga. Quando lembro dele me dá vontade de voltar para corrigir: rei não. Restaurada sua glória inequívoca, a barriga retoma seu trono. Aqui. Esta barriga é minha. Dentro dela, uma rainha. A barriga é revolucionaria”, finalizou.

Além disso, Samara também disse que tem consciência dos seus privilégios na sociedade.

“Olhei essa foto, por segundos eu me odiei e logo veio esse texto na minha mente! Obrigada Mari. Faço minhas as suas palavras! Que bom poder dividir com vocês, espero que inspire. E que fique claro, eu ainda tenho plena consciência do padrão que ocupo. E chega de opressão e de vergonha com qualquer parte do nosso corpo! Mulheres: Vamos nos amar”, escreveu ela.

Em pouco tempo, a publicação já conta com mais de 77 mil de curtidas.

“Obrigada por esse texto e essa foto”, comentou uma internauta.

Samara Felippo revela ter passado por relacionamentos abusivos
Samara Felippo chama atenção da web ao aparecer de topless
Censura de foto de Letícia Colin gera polêmica entre famosas

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Samara Felippo (@sfelippo) em