Notícias às 12:00

Selena Gomez sobre luta para manter saúde mental: ‘Mais livre’

Reprodução/Instagram

Selena Gomez acha que a jornada da sua saúde mental a deixou mais forte. A estrela de 28 anos anteriormente fez tratamentos para a ansiedade e depressão, e acha que essas experiências a tornaram uma pessoa mais resiliente. 

Em entrevista ao site The Newsetter, a cantora comentou que precisou trabalhar muito em sua recuperação para melhorar: "Eu acho que ser capaz de ser eu mesma é algo muito difícil, e eu precisei trabalhar nisso. Eu ficava aterrorizada ao pensar em criar minhas próprias coisas. Agora, quando estou no palco, em um filme ou série, ou trabalhando na minha música, eu sinto que ser eu mesma é um presente. Quando comecei a fazer isso e ver as recompensas depois, pensei: 'Ah, tomei essa decisão e sou grata por isso!'. Eu me sinto mais livre quando sou eu mesma."

Selena também se sente grata por ter sido tão aberta sobre sua luta com a saúde mental.

"Não sinto vergonha. Me sinto melhor, e sinto que posso entender muito mais coisas agora", explicou, acrescentando que possivelmente seus problemas pessoais fizeram o sucesso de Rare, seu novo álbum. 

"Nada que eu faço agora teria acontecido antes. Minhas melhores músicas estão vindo agora. E a melhor coisa na minha música foi a Lose You To Love Me… Eu me lembro que tive um momento onde eu não conseguia acreditar, porque no primeiro e segundo dia, as reações foram insanas, e eu me lembro de sorrir e pensar, 'É por isso que vale a pena. Todos esses anos de confusão e de estar apaixonada, tudo isso… Finalmente está tudo claro'. E não foi nem porque alguém gostou; foi uma realização que tive do porquê passei por tudo que eu passei", comentou, em referência ao seu namoro com Justin Bieber. 

Novo projeto

Selena Gomez tem um novo projeto e desafio como atriz: ela vai interpretar a famosa escaladora lésbica peruana Silvia Vásquez-Lavado, em um novo filme. 

Silvia Vásquez-Lavado é uma alpinista de origem peruana-americana e ativista contra a violência sexual. Ela é reconhecida por ter sido a primeira mulher peruana a subir ao topo do Monte Everest em 2016 e por ser a primeira mulher assumidamente homossexual a escalar as sete montanhas mais altas do mundo em 2018. 

A intérprete de Ice Cream vai protagonizar o filme In the Shadow of the Mountain, de acordo com a revista Hollywood Reporter. 

A produtora Donna Gigliotti disse em uma entrevista à publicação: "Silvia é uma força da natureza, e o filme é sobre uma história de resiliência, coragem, aventura e humanidade." 

Vásquez-Lavado também é a fundadora da Courageous Girls, uma organização que apoia sobreviventes de abuso sexual e tráfico, e autora do livro de memórias In the Shadow of the Mountain, no qual o filme será baseado. 

O longa será escrito e dirigido por Elgin James, de Little Birds. 

Em seu Instagram, Silvia comemorou a escolha de Selena Gomez para vivê-la na telona: "Me sinto honrada e agradecida por compartilhar esta notícia emocionante, que tem estado em processo nos últimos 10 meses, que uma equipe de estrelas optou por meu próximo livro de memórias In The Shadow of the Mountain (a ser publicado em 02-2022 por @madelinecjones Holt / Macmillan) para uma adaptação para o cinema.", comentou. 

A ativista revelou recentemente que está na lista de espera para a primeira viagem tripulada à Marte.

Selena Gomez vai interpretar alpinista peruana no cinema
Selena Gomez revela votar pela primeira vez apenas em 2020