Notícias às 01:00

Seth Rogen confessa que não vive sem maconha

Reprodução/Instagram

Seth Rogen confessou em uma nova entrevista com a revista GQ que ainda fuma maconha e assegurou que acha a vida 'muito difícil' sem a erva. 

O ator insistiu que fumar é tão essencial para ele como se vestir, e que não acredita que ele consiga 'funcionar bem' sem a droga, por isso gostaria de acabar com o tabu que a rodeia. 

"As pessoas não acham que os sapatos são um tabu. As pessoas não falam que andar com eles é menos real. Precisamos deles para pisar no chão de onde andamos! Eu uso óculos. Precisamos de luvas. Precisamos de casas. Temos milhares de coisas para compensar o fato de que não prosperamos nesse mundo, sabe?", explicou. 

Ao ser questionado como seria para ele ficar sem maconha, ele acrescentou: "Seria como dizer que não posso me vestir. Seria incômodo! Seria muito difícil fazer tudo que eu preciso fazer", justificou. 

E Seth acha que a planta é útil para combater os sintomas do TOC – Transtorno Obsessivo-Compulsivo e da síndrome de Tourette, que sofre: 

"O único tabu com a maconha é que ela afeta seu cérebro. E as pessoas não falam sobre isso. As pessoas não gostam de falar da saúde do cérebro", criticou. 

 

Marca de maconha de Jay-Z

 

Jay-Z está 'voltando' ao mundo das drogas, mas desta vez de forma legal. Segundo o jornal The Daily News, o marido de Beyoncé vai lançar seus próprios produtos de maconha. O produtor e cantor anunciou a criação de sua nova linha e marca, chamada MONOGRAM. 

De acordo com o site da companhia, a MONOGRAM é um novo capítulo sobre a cannabis definido por 'dignidade, cuidado e consistência'. 

Segundo a empresa 'é um esforço coletivo para levar ao cliente o melhor': 

"A MONOGRAM juntou experts que selecionam cada flor. Eles desenvolveram um programa de controle de umidade, cuidado pós-colheita, corte e lavagem que garante que o produto final seja o melhor possível", advertiu a marca. 

A nova companhia surgiu um ano depois de Jay-Z se tornar o Chefe Estrategista de Marca da companhia de cannabis Caliva, da Califórnia, onde ajuda com decisões criativas, recursos, estratégias e problemas relacionados a justiça social sobre a legalização da maconha. 

No momento não está claro se a marca será vendida apenas na Califórnia ou se vai ser vendida em outros estados onde a maconha é legalizada nos Estados Unidos.