Notícias às 14:00

Shia LaBeouf é acusado de agressão e roubo

Reprodução/Instagram

Shia LaBeouf volta a estar no meio de uma polêmica. O ator foi acusado de agressão e pequeno roubo, depois de um enfrentamento verbal e físico com um homem, em junho deste ano, em Los Angeles. Além disso, Shia também foi acusado de ter roubado o boné do rapaz, relatou o site TMZ. Um processo contra Shia foi aberto e o caso está sendo investigado. 

Porém, Shia não demonstrou preocupação diante das acusações. Isso porque seus advogados alegam que o homem está buscando apenas uma compensação financeira. 

Pausa na carreira

 

Shia LaBeouf revelou recentemente que quase parou de atuar para se juntar ao Peace Corps (Corpo da Paz), que é uma agência federal independente nos Estados Unidos, cujo propósito é promover a paz e a amizade mundial. 

"Achei que a atuação tinha acabado e então me inscrevi para ir para o Corpo da Paz e acabei indo para uma clínica de reabilitação, fiquei lá por dois meses e depois os planos mudaram. Então, quando saí, eu não fui mais ser parte do Corpo da Paz. Então, conversamos um pouco sobre isso, eles ficaram muito tranquilos… Não é como a Marinha ou algo parecido", justificou. 

Shia foi encorajado a escrever o roteiro do longa 'Honey Boy' enquanto estava na reabilitação, pois lhe disseram que escrever partes de sua vida o ajudaria a lidar com seu Transtorno de Estresse Pós-Traumático. 

Eventos traumáticos na infância, incluindo a separação dos pais quando ele tinha cinco anos e o crescimento com um pai alcoólatra, contribuíram para seu problema. 

Ele acrescentou: "Foi a primeira vez que me disseram que eu tinha Transtorno de Estresse Pós-Traumático. Eu apenas pensei que eu era um alcoólatra, como um verdadeiro bêbado e precisava lidar com isso. Eu sabia que era um problema (…) sei que havia uma outra coisa extra que estava atrapalhando minha capacidade de ter paz na minha vida e minha capacidade de lidar com as pessoas", relembrou.