Notícias às 00:00

Spike Lee prepara documentário sobre o 11 de setembro

Reprodução/Instagram

Spike Lee e a HBO se uniram para produzir um novo documentário sobre os 20 anos da tragédia do ataque terrorista às Torres Gêmeas. O programa vai narrar os eventos históricos de 11 de setembro de 2001 e também da Covid-19. 

De acordo com a revista Variety, o filme mostrará 'a vida, a perda e a sobrevivência dos residentes de Nova York nos vinte anos desde os ataques terroristas ao complexo original do World Trade Center'. 

Como diretor e produtor, o vencedor do Emmy disse que está "orgulhoso" de compartilhar outro filme sobre seu estado natal. 

"Como um cidadão de Nova York, que sangra laranja e azul (as cores da cidade), estou orgulhoso de ter um 'Spike Lee Joint' sobre como nossa / minha cidade lidou com o fato de ser o epicentro do 11 de setembro e da Covid- 19. ", explicou. 

"Com mais de 200 entrevistas, investigamos exaustivamente o que torna Nova York a maior cidade na terra de Deus e também os diversos cidadãos que a fazem", disse Lee em um comunicado. 

O documentário de várias partes vai estrear ainda este ano na HBO e HBO Max. 

De acordo com Lee, seu novo projeto 'vai oferecer um retrato impressionante e sem precedentes dos nova-iorquinos enquanto eles se reconstroem e se recuperam, de um ataque terrorista devastador à pandemia global em curso.' 

Reconhecimento

 

Spike Lee disse que sua esposa, Tony Lewis Lee, merece "todo o crédito" pela criação de seus dois filhos. O cineasta de 63 anos elogiou sua esposa por criar Satchel, de 26 anos, e Jackson, de 24, enquanto ele geralmente estava trabalhando em seus filmes. 

Durante sua homenagem no 34º American Cinematheque Award, o diretor comentou: "Preciso dar os créditos a minha linda esposa Tonya, pela criação dos nossos filhos Satchel e Jackson. Diversas vezes eu não estava em Nova York. Eu estava em outro continente filmando. Eu estava longe. Então ela tem todos os créditos." 

Ele acrescentou: "Primeiramente me sinto abençoado. No Morehouse (faculdade), eu tomei uma decisão que mudou a minha vida, eu queria ser cineasta. Quando tomei essa decisão, entendi que precisava ter um determinado tipo de trabalho. Não podia fazer um trabalho medíocre, rude e de qualquer jeito." 

Por meio de sua produtora 40 Acres & A Mule Filmworks, o famoso cineasta de 63 anos já fez mais de 35 filmes, incluindo o ganhador do Oscar BlacKkKlansman, que ele dirigiu e escreveu.