Notícias às 05:00

Taylor Swfit se abre sobre namorado, com Paul McCartney

Close de Taylor Swfit sem maquiagem

Reprodução/Instagram

Pela primeira vez Taylor Swift está falando sobre seu relacionamento com o namorado, o ator inglês Joe Alwyn, que apareceu brevemente em seu documentário, Miss Americana.

Em uma nova entrevista para a revista Rolling Stone – na qual ela conversou com Paul McCartney – Swift fala sobre como sua relação com Joe  influencia sua música.

Ela disse a McCartney: "Eu sei que você fez um trabalho realmente excelente em sua vida pessoal: construindo uma vida humana dentro de uma vida pública, e como isso pode ser assustador quando você se apaixona e conhece alguém, especialmente se você já conheceu alguém que tem um modo de vida normal e muito fundamentado. Eu, muitas vezes, em minhas ansiedades, posso controlar como sou como pessoa e quão normal eu ajo e racionalizo as coisas, mas não posso controlar se há 20 fotógrafos do lado de fora nos arbustos e o que eles fazem e se seguem nosso carro e se eles interrompem nossas vidas. Não posso controlar se vai haver uma manchete falsa e estranha sobre nós nas notícias de amanhã", comentou.

Taylor Swift recupera direitos de seus primeiros álbuns
 

Paul McCartney, que é capa da publicação junto com a artista, então perguntou se ela tem um companheiro que pode 'simpatizar com isso e entender', e ela respondeu: "Oh, absolutamente."

E continuou: "Eu acho que por conhecê-lo e estar no relacionamento em que estou agora, definitivamente tomei decisões que fizeram minha vida parecer mais real e menos como apenas um enredo a ser comentado nos tabloides", explicou.

E apesar de estar apaixonada e dentro de uma relação feliz e saudável, a cantora afirmou que sempre escreverá canções sobre desilusões amorosas:

"Eu ainda escrevo canções de fim de namoro”, disse. "Eu amo uma boa música de término. Porque em algum lugar do mundo, sempre tenho um amigo em processo de separação, e isso me fará escrever um tema assim", reflete.

Taylor revelou que sua música Peace está enraizada em sua vida pessoal:

"A ideia de privacidade parece tão estranha de se tentar explicar, mas é na verdade, apenas tentando encontrar pedaços de normalidade. É disso que a música 'Peace' está falando. Tipo, seria o suficiente se eu nunca conseguisse atingir totalmente a normalidade que ambos ansiamos? Stella [McCartney] sempre me diz que ela teve uma infância normal como ela poderia esperar, dadas as circunstâncias."

Recupera direitos de canções

Taylor Swift recebeu uma boa notícia esta semana em meio à terrível pandemia: ela finalmente recuperou legalmente os direitos das músicas de seus primeiros cinco álbuns, revelou a BBC. A cantora conseguiu um grande triunfo, já que o produtor Scooter Braun, famoso produtor musical, tinha adquirido a gravadora que produziu os primeiros trabalhos de Taylor, e por uma antiga inimizade entre eles, ele a proibiu de cantar essas músicas.

Na época, Taylor recebeu apoio de muitos famosos, mas também viu personalidades como Kanye West e Justin Bieber apoiaram Scooter com um constante bullying contra ela.

Mas segundo informações da BBC, o processo feito por Swift chegou a um bom final, e a resolução foi completamente ao seu favor.

"Por fim ela poderá voltar a gravar a interpretar essas músicas em seus shows, todas essas músicas que desde adolescente escrevia em seu quarto, sem imaginar o sucesso que conseguiria com elas anos mais tarde.", justifica.

Diferente de muitos artistas, este ano de 2020 foi um grande ano para a cantora, pois ela lançou seu oitavo álbum, onde teve valiosas colaborações com os músicos Aaron Desnner e Bon Iver.

Eleições nos EUA: Taylor Swift pede para fãs irem às urnas

Kanye West posta tweet perturbador para a filha North

Kanye West se diz disposto a ajudar Taylor Swift