Notícias às 14:30

The Voice +: Nível do Tira-teima surpreende técnicos

Divulgação/TV Globo

(Atualizada às 15h41)

A segunda apresentação dos participantes no Tira-Teima, no The Voice +, encheu a tarde deste domingo (21) de talento e afeto. Cada técnico apresentou três vozes, uma delas foi dispensada da disputa. 

O Time Claudia Leitte iniciou a etapa com Ceiça Moreno, Evinha do Forró e Zenir Ramos. 

“Meu time está preparado desde que chegou no mundo, isso é fat. É muito talento, energia, inspiração pra mais de metro”, disse Claudinha 

Bate Coração, de Elba Ramalho, foi a escolha de Ceiça Moreno. A pernambucana de 74 anos encantou Dael. 

“Maravilhosa, tocar uma sanfona e cantar ao mesmo tempo é complicado e ela só trouxe alegria, fez isso muito bem”, disse.

Evinha do Forró soltou a voz em Frevo Mulher, de Zé Ramalho.  Natural de Jordanésia (distrito de Cajamar, próximo à capital São Paulo), Evinha construiu sua carreira de mais de 40 anos – em Piracicaba. 

“Ela cantou uma música que marcou minha juventude, deu vontade de gritar ‘olha a cobra!’”, disse Ludmilla.

Ao som de Luz do Sol, de Caetano Veloso, a enfermeira soteropolitana Zeni Ramos, de 67 anos, emocionou. 

“Esse palco é Brasil. Três mulheres diferentes que representam força, talento e generosidade. Cada uma com uma personalidade linda e forte, foi muito inspirador, juntinhas até aqui, mesmo com tanto distanciamento social”, disse a técnica. 

Claudia salvou as vozes de Zeni e Ceiça. Evinha deixou a competição.

 

 

Time Mumuzinho

O Time Mumuzinho se apresentou com Ângela Maximo, Geraldo Maia e Naná Barcelos.

“São três vozes marcantes nesse programa”, disse o técnico. 

A paulistana Ângela Máximo, de 63 anos, soltou o vozeirão na música Verde, sucesso na voz de Leila Pinheiro, e foi aplaudida de pé pelos técnicos. 

“Ela tem uma interpretação inacreditável e tem humildade de dizer que não é cantora. Eu queria ser um cantor assim!”, disse Daniel. 

O pernambucano Geraldo Maia, de 61 anos, cantou Mensagem, clássico de Isaurinha Garcia que arrebatou o país na voz de Maria Bethânia. 

“Maior pegada! Me senti na Broadway”, disse Ludmilla.

Nana Barcelos, 70 anos, a cantora de Piraí, Rio de Janeiro, brilhou no palco com O Barquinho, de Roberto Menescal e Ronaldo Bôscoli. 

“São três vozes com três personalidades diferentes. A gente está aqui nessa energia, nesse amor, é encantador ver vocês três cantando”, disse o técnico. 

Mumu escolheu as vozes de Ângela Máximo, elogiando a maneira como ela se coloca no palco, e Geraldo Maia. Naná deixou o The Voice Mais.

 
 

Time Daniel

Com as vozes de Abadia Pires, Carlos Miziara e José Mariano, o Time Daniel se apresentou com maestria e elegância. 

A mãe de Alexandre Pires, Fernando Pires e João Jr cantou o hit Infiel, sucesso de Marília Mendonça. A cantora mineira de 68 anos recebeu elogios de Ludmilla. 

“Ela é muito linda, muito estilosa, canta demais”, disse a cantora. 

O fotógrafo e roteirista carioca Carlos Miziara, de 73 anos, interpretou a música Pra Você, de Sílvio César. 

“Ele chega, ele simplesmente deixa fluir, é um negócio muito natural, muito bom, a gente se sente hipnotizada”, disse Cláudia Leitte. 

José Mariano, paulista de 64 anos, encantou com Lilás, hit de Djavan. 

“Uma apresentação melhor que a outra, cada uma com sua propriedade”, disse Daniel. 

O técnico salvou a voz de Abadia Pires e a de José Mariano. Carlos deixou a disputa.

 

Time Ludmilla

Encerrando a etapa, o Time Ludmilla se apresentou com Mamá Mota, Miracy de Barros e Tia Elza. 

“Cada um com sua estrela, mas sempre maravilhoso”, disse a técnica, 

Ex-cantor lírico, Mamá Motta, de 68 anos, cantou Casa no Campo, de Tavito e Zé Rodrix. 

“Mamá canta sorrindo, ele se diverte, é o que tem que fazer mesmo”, destacou Mumuzinho. 

Miracy, de 83 anos recém-completados, emocionou com Resposta ao Tempo, uma das músicas mais marcantes na carreira de Nana Caymmi. 

“A linha melódica dessa música é muito difícil e a senhora fez com maestria, elogiou Daniel. 

Mineira de Divinópolis, Tia Elza, de 65 anos, fechou o time ao som de Garoto Maroto, sucesso na voz de Alcione. 

“Fico muito feliz com você no meu time, uma voz feminina do samba, mostrando que o samba não pode morrer, está aqui representando milhares de mulheres do país, inclusive a mim”, disse a técnica Lud. 

Muito indecisa na escolha, Ludmilla destacou os diferentes estilos e ficou com as vozes de Miracy de Barros e Mamá Motta. Tia Elza deixou o The Voice +. 

Daniel fez uma apresentação encerrando o programa, que segue na fase Tira-Teima na próxima semana.