Notícias às 16:00

Tom Veiga, intérprete de Louro José, é enterrado em São Paulo

Reprodução/Instagram/Divulgação/Globo

Depois de um velório no Rio de Janeiro, na última terça-feira (3), e outro velório em São Paulo, nesta quarta-feira (4), Tom Veiga, o intérprete de Louro José, foi enterrado no cemitério do Horto, na zona norte de São Paulo.

Amiga de Tom Veiga, Dany Bananinha revela que sonhou com ele

As cerimônias ficaram restritas a amigos e familiares, mas, mesmo assim, muitos fãs foram até a porta do cemitério para prestar a última homenagem a Tom Veiga.

De acordo com o programa A Tarde é Sua, os fãs poderão entrar no cemitério assim que o enterro terminar e os familiares e amigos deixarem o local. A apresentadora Ana Maria Braga, que vem gravando o Mais Você de São Paulo, também foi ao enterro.

Ana Maria Braga deixando o enterro de Tom Veiga

Público marcou presença, mesmo com o acesso restrito

Tom Veiga e ex-mulher iriam reatar casamento nesta semana

Causa da morte

A conclusão do laudo do Instituto Médico Legal (IML) liberado, na manhã desta segunda-feira (2), aponta que a causa da morte de Tom Veiga foi uma hemorragia intra craniana por rotura de aneurisma cerebral. Em outras palavras, Tom sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico, o que ocorre quando uma artéria ou veia rompe dentro do cérebro, extravasando sangue.

Ana Maria Braga: ‘Sinto como uma mãe que perde um filho’

A família do intérprete do Louro José, de 47 anos, ainda não decidiu se o funeral será realizado no Rio de Janeiro, onde ele morava, ou em São Paulo.

Contudo, o Mais Você destacou que um velório deve ser realizado no Rio, para que amigos possam prestar as últimas homenagens e se despedirem de Tom.

Ele deixa quatro filhos, Amanda, Alissa, Adrian e Diego.

Ana Maria Braga está desolada com morte de Tom Veiga: 'Perdi meu parceiro'

Ana Maria Braga: ‘Sinto como uma mãe que perde um filho’

A apresentadora do Mais Você reuniu suas forças e comandou o programa matutino ao vivo, nos Estúdios Globo, em São Paulo, nesta segunda-feira (2). Muito emocionada e chorando, falou sobre seu sentimento e a relação que tinha com Tom Veiga, que foi encontrado morto no domingo (1).

“Ele ficou do meu lado nos últimos 25 anos, deu vida a uma ideia e, de repente essa ideia se transformou numa realidade. Não estou perdendo só o Tom, estou perdendo um grande amigo. A gente nunca discutiu, nuca brigou, sempre o considerei meu filho. Era o Louro e Tom”, disse.

“Vim pensando como eu ia conseguir chegar aqui e falar bom dia para vocês porque dói muito. Sinto-me como uma mãe que perde um filho. Ele era isso. Por mais que a minha produção toda e a direção da casa estivessem preocupados comigo, não poderia deixar de estar aqui, ruída por dentro, sem deixar essa última homenagem”, afirmou.

Ana explicou que a preocupação começou quando ele não apareceu em São Paulo na tarde de domingo (1), como sempre fazia, para gravar cedo na manhã seguinte.

“Na sexta feira (30), depois de um programa muito divertido, dissemos ‘até segunda, bom final de semana’ e hoje ele estaria aqui, porque ele fazia parte da semana no Rio de Janeiro e parte aqui em São Paulo até que mudasse definitivamente. Ontem, ele não veio e os amigos mais próximos estranharam. Eles foram até a casa dele e já o encontraram sem vida”.

“Eu recebi a notícia em seguida e não consegui realizar a ideia de que havia perdido grande parte da alegria que esse menino me deu. Nesses anos todos o tom era uma figura misteriosa pra vocês, porque quem aparecia era o Louro”, disse.

Antes de exibir vídeos de pessoas da equipe do Mais Você reverenciando Tom Veiga, Ana Maria Braga afirmou que ele era muito querido por todos e enfatizou que não era algo apenas por ele ter morrido.

“Com a graça de Deus sou rodeada por gente que gosta do que faz e ele era rodeado de muita alegria. Todos adoravam o Tom, não é agora que ele morreu que estamos falando isso. A gente nunca teve uma discussão, era uma coisa que eu repetia sempre porque é raro porque não tem casamento sem discussão. A gente era confidente um do outro, contava coisas e não falava com ninguém”.

Ela afirmou que não queria um tom pesado no programa e que o dia seria de homenagem e agradecimento.

“Eu não quero que esse programa fique uma coisa pesada no coração de ninguém, choro com alegria de ter tido a oportunidade de ter esse homem ao meu lado”.