Notícias às 08:30

Tóquio 2020: COB vai à Justiça contra CBF por pódio sem casaco

Selecao no podio

Reprodução/Twitter

Pegou mal! Em coletiva de imprensa, o Comitê Olímpico do Brasil afirmou que vai acionar a esfera jurídica após a decisão da seleção de futebol de não usar o agasalho oficial do Time Brasil no pódio das Olimpíadas de Tóquio.

Jorge Bichara, diretor de esportes, informou que o COB está satisfeito com o desempenho esportivo, mas criticou a conduta dos atletas no pódio.

“O COB está satisfeito com o desempenho do futebol, conquistamos o bicampeonato olímpico. Estamos extremamente satisfeitos com a performance da equipe, mas lamentamos a atitude dos atletas no pódio. Lamentamos a atitude da Confederação Brasileira de Futebol na condução do caso. Agora, ele sai da esfera esportiva e entra em uma esfera jurídica que vai ser inserida pela área jurídica”, disse Bichara.

Os jogadores da seleção brasileira subiram no pódio para receber a medalha de ouro na manhã deste sábado sem o casaco do agasalho do Time Brasil, priorizando a camisa de jogo.

Em nota, o Comitê Olímpico Brasileiro avisou: “O Comitê Olímpico do Brasil repudia a atitude da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e dos jogadores da seleção de futebol durante a cerimônia de premiação do torneio masculino.

No momento, as energias do Comitê estão totalmente voltadas para a manutenção dos trabalhos que resultaram na melhor participação brasileira na História das Olimpíadas.

Por este motivo, apenas após o encerramento dos Jogos o COB tornará públicas as medidas que serão tomadas para preservar os direitos do Movimento Olímpico, dos demais atletas e dos nossos patrocinadores”.

Veja+: Isaquias leva medalha de ouro e R$ 330 mil em prêmios
Vôlei masculino perde para Argentina e web não perdoa

Nas redes sociais, muitos internautas reagiram a atitude dos atletas:

BRASIL VENCEU A ESPANHA E GANHOU O OURO

Em partida emocionante, a seleção brasileira de futebol venceu a Espanha em 2 a 1 e se tornou bicampeã olímpica. Os brasileiros já são recordistas de medalhas – garantiram a sétima com a vitória sobre o México nos pênaltis, tendo duas a mais do que a Hungria e as antigas União Soviética e Iugoslávia.

A medalha de bronze ficou com o México, que venceu o Japão por 3 a 1 na decisão do terceiro lugar, em Saitama, na sexta-feira, 6 de agosto.