Notícias às 10:08

Tóquio 2020: Saiba mais sobre Rebeca Andrade, a ‘Daianinha de Guarulhos’ é aplaudida de pé por Simone Biles

Simone Biles e Rebeca Andrade

Foto: Reprodução/ Instagram

Fora da disputa individual para cuidar da saúde mental, Simone Biles não escondeu sua torcida por Rebeca Andrade. A norte-americana vibrava a cada prova bem executada pela brasileira, uma das favoritas a medalha na ginástica artística nas Olimpíadas de Tóquio.

Desde a infância chamada em sua cidade de “Daianinha de Guarulhos”, a jovem de 22 anos já conquistou nove medalhas de ouro em campeonatos mundiais no solo entre 2003 e 2006.

Rebeca começou a treinar aos 4 anos no Ginásio Bonifácio Cardoso. Segundo a mãe da Ginasta, Rosa Rodrigues, sua maior incentivadora, desde pequena sempre foi muito travessa e tudo que ela fazia era pulando. A tia de Rebeca, que era funcionária pública, teve que cobrir a licença de uma outra pessoa que trabalhava no ginásio da cidade.

Numa daquelas obras do destino, justamente na semana em que a tia começou a trabalhar por lá, estavam abertas as inscrições para testes de novos atletas. Ela levou Rebeca, que na época tinha 4 anos, para se inscrever. Foi nesse dia de teste que ela levou o apelido de “Daianinha”.

Em seguida, coube à Mônica Barroso dos Anjos, técnica da equipe de ginástica de Guarulhos e árbitra internacional, descobrir o talento de Rebeca na Iniciação Esportiva. Ela treinou a jovem por um ano e meio e a encaminhou para o grupo de alto rendimento, onde Rebeca disputou competições representando Guarulhos, como o estadual, o brasileiro e até um interclubes em Cuba, em 2009.

“A Rebeca chegou com a tia no ginásio, toda tímida. Quando pedi a ela para dar um salto, logo vi um talento incrível, que precisaria ser lapidado. E foi isso que fizemos com ela na Iniciação”, disse a professora Mônica dos Anjos.

Durante o período em que permaneceu em Guarulhos Rebeca representou a cidade em inúmeras competições, entre elas o Brasileiro Infantil, quando ajudou a equipe a ficar na terceira colocação.

BILES DESISTE E DIZ QUE É MAIOR QUE SUAS REALIZAÇÕES

Na quarta-feira, 28 de julho, a Olimpíada de Tóquio 2020 foi abalada pela notícia de que Simone Biles, grande estrela da ginástica artística e que tinha a expectativa de receber algumas medalhas nesses jogos, não disputaria as provas das finais individuais. Ela também já havia se retirado das finais por equipe. Um comunicado emitido pela Federação de Ginástica dos Estados Unidos informava que o motivo era médico.

Após avaliação médica adicional, Simone Biles retirou-se da competição individual geral final. Apoiamos de todo o coração a decisão de Simone e aplaudimos sua bravura em priorizar seu bem-estar. Sua coragem mostra, mais uma vez, por que ela é um modelo para tantos”, informou o Comitê Olímpico dos Estados Unidos.

Somente no final do dia, a atleta se manifestou em seu perfil no Twitter, agradecendo todo o apoio que recebeu de todo o mundo esportivo e de seus admiradores pelo mundo.

“O amor e o apoio que recebi me fizeram perceber que sou mais do que minhas realizações e ginástica nas quais nunca acreditei antes”.