Notícias às 12:00

Veja qual foi a pergunta de R$ 1 milhão do ‘Quem quer ser um Milionário?’

Luciano Huck com Rafal Cunha no Quem Quer Ser Um Milionário

Reprodução/Globo

Luciano Huck finalmente fez a tão sonhada pergunta de R$ 1 milhão do quadro “Quem Quer Ser um Milionário”, no Domingão. O felizardo que chegou até lá, após responder todas as perguntas anteriores, foi o professor Rafael Cunha, que é natural do Rio de Janeiro.

“Rafael, já passou tanta gente nessa cadeira, com tantas histórias, e quero dizer que estou muito orgulhoso de fazer essa pergunta pra você, que é um professor. A educação é arma mais poderosa. Ter sentado aí um professor, filho da classe média tijucana, é o maior barato. Mais do que isso, você jogou. Camisa 10”, disse Luciano Huck, antes de fazer a pergunta.

No entanto, para jogar um “balde de água fria” em quem estava torcendo para que o R$ 1 milhão fosse conquistado por Rafael Cunha, ele resolveu parar diante de uma pergunta sobre a origem da palavra ‘Bluetooth’.

“A tecnologia da comunicação ‘Bluetooth’ tirou seu nome de: A) Um rio; B) Um rei; C) Um general; D) Um castelo”.

Após raciocinar sobre o assunto, Rafael Cunha desistiu do R$ 1 milhão e levou R$ 500 mil. A resposta certa seria a letra B, um rei. O sucesso foi tanto que até a palavra “Bluetooth” ficou entre os Trending Topics do Twitter.

Caso ganhasse o prêmio máximo do quadro, Rafael gostaria de quitar o apartamento onde mora em Ipanema, no Rio de Janeiro, e ainda ajudar a família, algo que ele deve seguir com o prêmio que conquistou no programa.

Entenda a origem da palavra ‘Bluetooth’

De acordo com o site da BBC News, o rei viking Harald Gormsson, apelidado de Blåtand (Dente Azul, em dinamarquês), foi rei da Dinamarca entre os anos de 958 a 986, e também da Noruega, quando a conquistou a partir no ano de 970.

Há duas versões para seu apelidado. Uma delas é que ele não tinha uma aparência muito nórdica, tendo pele morena e cabelos escuros, onde blå, é “escuro” para os antigos escandinavos.

Já a outra versão é que ele tinha um dente azulado, devido a uma doença.

Mas onde isso entre na tecnologia? No ano de 1996, buscando um modo para que as pessoas pudessem se comunicar sem a possibilidade de um fio, Jim Kardash, da Intel, que buscava desenvolver essa tecnologia para notebooks, estava lendo o livro ‘The Long Ships’, um romance que contava as aventuras dos vikings, onde Harald “Bluetooth” Gormsson era citado como o rei que conseguiu unificar as diferentes tribos dinamarquesas.

Diante disso, ele entendeu que Harald e sua tecnologia tinham algo em comum e o apelido do rei virou o nome da ferramenta.

“O rei Harald Bluetooth ficou famoso por unificar a Escandinávia da mesma maneira que estavamos tentando unificar as indústrias de computadores e celulares com uma conexão sem fio de curto alcance”, disse Jim, na época.

Kardash ainda afirmou que o nome era provisório, mas devido ao sucesso da tecnologia com seu lançamento, o apelido permaneceu até os dias atuais.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS
Cauã Reymond fala da admiração que sente por Caio Castro
Máurílio retoma funções após três paradas cardíacas
Relembre os vilões das edições do ‘BBB’

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!