Notícias às 08:49

Vice de novo! Brasileira Júlia Gama fica em segundo lugar no Miss Universo

Reprodução/Instagram

O título de mulher mais bonita do universo escapou mais uma vez das mãos de uma brasileira. A gaúcha Julia Gama ficou em 2º lugar na 69ª edição do Miss Universo, realizado na noite de domingo (16) no Seminole Hard Rock Hotel & Casino Hollywood, em Miami, nos Estados Unidos.

A vencedora do concurso foi a mexicana Andrea Meza, que recebeu a coroa e o cetro da sul-africana Zozbini Tunki, eleita na edição disputada em 2019. Vale destacar que no ano passado não houve o concurso por causa da pandemia do novo coronavírus.

Andrea tem 26 anos, é formada em engenharia de software e vegana. Ela pratica crossfit e esportes radicais, como rapel e sandboard. Em terceiro lugar ficou a Miss Peru, Janick Maceta. As quarta e quinta posições ficaram com Índia (Adline Castelino) e República Dominicana (Kimberly Jiménez).

Poliglota – ela fala mandarim, espanhol e inglês, além do português – atriz e embaixadora na luta contra a hanseníase, Julia Gama fez um belo discurso sobre saúde mental ao passar para o Top 5.

Andrea Meza coroada Miss Universo

A imagem está no Instagram @andreamezamx

"É um tópico ainda bastante estigmatizado e, por isso, não conseguimos falar abertamente. Mas para todos aqui esta noite, eu peço que lembrem disso. Por favor, vamos normalizar conversas sobre ansiedade e depressão. Vamos nos apoiar e compartilhar empatia."

Natural de Porto Alegre, Julia chegou a cursar três anos de Engenharia Química na Universidade Federal do Rio Grande Sul (UFRGS) antes de decidir seguir carreira na atuação. Ela morou três anos na China, onde fez propagandas famosas e atuou em filmes. 

Jejum desde 1968

O Brasil não vence o Miss Universo desde 1968, quando Martha Vasconcellos foi campeã. Houve ainda uma conquista anterior, com Iêda Maria Vargas, em 1963. Júlia Gama repetiu a façanha de Natália Guimarães que, na edição de 2007, também ficou com o vice-campeonato. Injustamente, diga-se de passagem…