Notícias às 11:00

Vítimas de Harvey Weinstein celebram primeira vitória

Reprodução/Instagram

As mulheres que pertencem à Silence Breakers – movimento para denunciar o assédio e o abuso sexual em Hollywood –  estão falando, após a primeira condena do ex-produtor Harvey Weinstein.

O grupo de 24 acusadoras, incluindo Ashley Judd, Rosanna Arquette e Rose McGowan, falaram em um comunicado na quarta-feira (11), após a sentença do produtor, que ficará 23 anos na cadeia por seus crimes sexuais.

"O legado de Harvey Weinstein sempre será o de que ele é um estuprador. Ele vai para a prisão – mas nenhum tempo na cadeia vai reparar as vidas que ele arruinou, as carreiras que ele destruiu ou o dano que ele causou", disseram as mulheres no comunicado.

Famosas e não famosas que se viram afetadas pela má conduta do ex-produtor acreditam que a sentença do ex-todo-poderoso dos estúdios é uma forma de evitar que coisas assim não voltem a passar na indústria, e assim proteger as novas gerações.
 

Sentença

Harvey Weinstein é condenado a 23 anos de prisão. O ex-produtor de cinema que durante anos aproveitou-se de sua posição para assediar e agredir sexualmente a várias mulheres na indústria, passará 23 anos em uma prisão do Estado de Nova York depois de ser sentenciado pelo juiz da Suprema Corte James Burke na manhã desta quarta-feira (11).

A sentença foi dada poucas horas depois que seu advogado escreveu uma carta ao juiz, implorando por clemência, para que ele cumprisse somente cinco anos na prisão, porque dada à sua condição de saúde, mais do que isso seria 'uma prisão perpétua'.

No entanto, o juiz James Burke decidiu que ele deveria receber mais do que isso. Além disso, antes de proferir sua sentença, Burke disse a Weinstein que ele seria formalmente registrado como criminoso sexual.

Weinstein se dirigiu ao tribunal pela primeira vez na quarta-feira, dizendo que tinha 'profundo remorso', mas se descreveu como 'totalmente confuso' pelo que aconteceu. Todas as seis mulheres que testemunharam contra ele durante o julgamento sentaram-se juntas quando ele foi condenado.

Ele ainda enfrenta outras acusações criminais, por estupro e agressão sexual, em Los Angeles, o que significa que sua sentença poderá aumentar se também for condenado.