Notícias às 19:12

Wentworth Miller, astro de ‘Prison Break’ revela ser autista

Wentworth Miller, astro de ‘Prison Break'

Reprodução Instagram

Wentworth Miller, que atuou na série produzida pela Fox de 2005 a 2017, compartilhou a notícia via Instagram nesta terça-feira, 27 de julho, e contou que foi diagnosticado com autismo no ano passado. Em uma postagem mostrando um simples quadrado branco, ele escreveu: “Este outono marca 1 ano desde que recebi meu diagnóstico informal de autismo. Precedido por um autodiagnostico e seguido por um diagnóstico formal.”

O ator de 49 anos continuou: “Foi um processo longo e cheio de falhas que precisava ser atualizado. Sou um homem de meia-idade. Não sou um garoto de 5 anos.” Ele observou que “o acesso a médicos e exames laboratoriais são privilégios que muitos não desfrutam” e descreveu seu diagnóstico como “um choque”, mas “não uma surpresa”.

Miller acrescentou que, embora estivesse compartilhando publicamente sua própria experiência pela primeira vez, ele não queria falar por uma comunidade inteira ou se tornar automaticamente uma espécie de porta-voz do autismo.

Veja +: Ator assume ser gay e repudia lei contra homossexuais

“Não sei o suficiente sobre autismo. (Há muito para saber.) No momento, meu trabalho parece evoluir minha compreensão. Reexaminar 5 décadas de experiência vivida por meio de uma nova lente. Isso levará tempo.”

O ator apontou ainda: “Enquanto isso, não quero correr o risco de, de repente, ser uma voz alta e mal informada na sala. A comunidade #autística (isso eu sei) historicamente foi falada. Falou por. Eu não desejo causar danos adicionais. Apenas levantar minha mão e dizer: ‘Estou aqui. Estive (sem perceber).’ “

A postagem termina agradecendo às pessoas que “consciente ou inconscientemente me deram aquele pedaço extra de graça + espaço ao longo dos anos, me permitiram mover-me pelo mundo de uma forma que fez sentido para mim, quer fizesse ou não sentido para eles … obrigado”.

Veja +: A declaração emocionante de Wentworth Miller para a comunidade LGBTQA+

ENTENDA O AUTISMO

Segundo a Organização Panamericana de Saúde o “transtorno do espectro autista (TEA) se refere a uma série de condições caracterizadas por algum grau de comprometimento no comportamento social, na comunicação e na linguagem, e por uma gama estreita de interesses e atividades que são únicas para o indivíduo e realizadas de forma repetitiva. 

O TEA começa na infância e tende a persistir na adolescência e na idade adulta. Na maioria dos casos, as condições são aparentes durante os primeiros cinco anos de vida. 

Indivíduos com transtorno do espectro autista frequentemente apresentam outras condições concomitantes, incluindo epilepsia, depressão, ansiedade e transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). O nível de funcionamento intelectual em indivíduos com TEA é extremamente variável, estendendo-se de comprometimento profundo até níveis superiores.