Notícias às 07:00

Xuxa Meneghel terá mudança na vida profissional em 2022

xuxa-meneghel-em-meio-a-folhagens-da-sua-mansão
Reprodução/@xuxameneghel

Xuxa Meneghel ficou mais ausente das telinhas do que nos acostumamos neste ano de 2021, mas isso não quer dizer que a Rainha dos Baixinhos não esteve presente. Ela participou de vários programas na televisão, deu entrevistas, foi polêmica e até fez uma sessão nostalgia ao “descer da nave” durante o Prêmio Multishow deste ano.

E, para o ano de 2022, Xuxa pode esfregar as mãos, pois segundo o astrólogo Roberto Marttini, Xuxa terá bastante sucesso, principalmente no âmbito profissional.

“Xuxa Meneguel entra com a carta da Canoa que mostra muitas mudanças em todos os sentidos, inclusive profissional. Talvez seja o momento de sucesso em outras esferas de trabalho e de vida para maior satisfatoriedade”, disse.

Roberto Marttini é tarólogo, escritor, magista, folclorista e ativista cultural. Ele é autor do livro “Tarô Indígena”, da POD Editora, que traz 27 cartas inspiradas nos elementos cosmológicos dos índios brasileiros. Roberto está acostumado a fazer previsões certeiras dos mais diversos temas, de política a celebridades, seja usando o tarô de Marselha ou o tarô cigano.

Ele viaja pelos quatro cantos do mundo para divulgar a cultura xamânica e o seu trabalho já consolidado de taromancia, através de palestras e eventos. Atualmente, atende on-line e no Spa Maria Bonita, em Ipanema, onde tem clientes famosos, mas que preferem manter a identidade não revelada.

Astrólogo Roberto Marttini
Astrólogo Roberto Marttini – Divulgação

Xuxa revela que já foi assediada na televisão: ‘Saía chorando’

Em entrevista ao “Jornada Astral”, novo programa de Angélica no HBO MAXXuxa comentou algumas das situações de assédio que sofreu durante o início de sua carreira na televisão, nos anos 1980. De acordo com a apresentadora, algumas atitudes dos chefes dos setores eram consideradas até normais naquela época. Então, nem ela mesmo conseguia entender tais comportamentos como algo condenável; essa consciência chegou com o tempo.

Ademais, a Rainha dos Baixinhos revela que não se esquece das cenas e elas fazem parte da mulher que se tornou hoje em dia. Dessa forma, falar a respeito se tornou até uma ferramenta para que outras mulheres não passem pelas mesmas situações em seus trabalhos – seja na televisão ou não. Xuxa se tornou uma referência na luta pelos direitos das crianças, dos animais, mas também das mulheres e da população LGBTQIA+.

“Nos anos 1980, era normal a gente viver isso e aceitar. As pessoas falavam e eu mesma repetia: ‘Ah, homem é assim mesmo’. Trabalhei numa época em que diretores e a televisão em si, falavam muito no grito. Sofri esse tipo de abuso minha vida toda e sofro até hoje. Não sai de dentro de mim”, ponderou.

Para deixar toda a história bastante clara, Xuxa ainda revelou quais tipos de assédio moral sofreu ao longo dos anos. Desde propostas sexuais até inferiorização do corpo feminino, tudo mexeu muito com ela. A mãe de Sasha ainda destacou que nunca se acostumou com a situação e chorar normalmente era a resposta que encontrava. “Ofereciam dinheiro para eu sair para jantar, transar ou viajar. Nada contra, mas não era a minha profissão. Ouvi homens falando: ‘Toda mulher tem um preço, qual o seu?’. [Eu] levantava e saía chorando”, revelou.

PRINCIPAIS NOTÍCIAS

Esposa de Maurílio emociona público com despedida
Morre o cantor sertanejo Yago, de 29 anos, em decorrência de um linfoma
Negacionistas associam morte de Maurílio à vacina

Siga OFuxico no Google News e receba alertas das principais notícias sobre famosos, novelas, séries, entretenimento e mais!